Sem chuva há 70 dias, Defesa Civil faz alerta

Foto Divulgação

Defesa Civil de Rio Preto chama a atenção para as condições críticas da qualidade do ar na cidade, devido às queimadas, a baixa umidade relativa do ar e a falta de precipitação de água.

Esta condição é agravada pelo fato de estarmos sem chuvas por mais de 70 dias. Segundo os meteorologistas a previsão de chuvas é somente para setembro.

Os primeiros prejudicados são os idosos, crianças e portadores de doenças respiratórias. As estatísticas da Saúde pública já mostram um aumento de 15% nos atendimentos. O Corpo de Bombeiros mostra um aumento de cerca de 20% nos atendimentos de combate a incêndios em relação ao ano passado.

A Cetesb indica que os Materiais Particulados oriundos, principalmente das fumaças das queimadas, neste período do ano, poeira, gases dos veículos estão acima do indicado pela Organização Mundial da Saúde. Estes materiais particulados, desde 2013, tem-se a comprovação científica de que causam câncer de pulmão e bexiga e já matam cerca de 11 mil pessoas por ano, segundo a Profa. Dra. Denise Feres da Unesp e membro do Comitê Gestor do Plano Municipal de Prevenção e Combate as Queimadas, coordenado pela Defesa Civil.

Em meio a situação delicada, há pessoas que ateiam fogo em lixo doméstico, arremessam bitucas pela janela, não limpam seus terrenos de forma adequada e preferem colocar fogo ou jogam entulhos em terrenos públicos.

O poder público municipal tem fiscalizado e autuado tais infratores quando flagrados. A Defesa Civil orienta a população a denunciar tais práticas com fotos de pessoas, placas de carros, endereços para que os setores pertinentes da prefeitura possa dar início a um processo de fiscalização. As denúncias podem ser feitas por meio do e-mail [email protected]

Outra iniciativa é a campanha educativa “Jogando Limpo” para difundir os ideais de uma convivência harmônica entre o ser humano e o meio ambiente.

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS