SAÚDE FISIO:Como tratar dor articular (artralgia )e inflamação articular (artrite)

A dor articular real (artralgia) pode ou não estar acompanhada de inflamação da articulação (artrite). O sintoma mais comum de inflamação da articulação é a dor. As articulações inflamadas também podem ficar quentes e inchadas e, menos frequentemente, a pele pode ficar avermelhada. A artrite pode envolver apenas articulações dos membros ou também articulações da parte central do esqueleto, como as da coluna vertebral ou pelve. A dor pode ocorrer apenas quando a articulação é movimentada ou pode estar presente em repouso. Outros sintomas, como erupção cutânea, febre, dor ocular ou aftas, podem estar presentes dependendo da causa da dor articular.

A artrite aguda que afeta múltiplas articulações é mais comumente provocada por
* 
Infecção viral
* 
O início de um distúrbio articular ou crise de um distúrbio articular crônico existente (como artrite reumatoide ou artrite psoriática)
* 
Gota ou artrite por pirofosfato de cálcio (previamente chamada pseudogota)

Dhoje Interior

Artrite crônica em múltiplas articulações é mais comum em decorrência de:
* 
Doenças inflamatórias, como artrite reumatoide, artrite psoriática ou lúpus eritematoso sistêmico (em adultos)
* 
A doença não inflamatória osteoartrite (em adultos)
* 
Artrite idiopática juvenil (em crianças)
Alguns distúrbios inflamatórios crônicos podem afetar a coluna vertebral e as articulações dos membros (denominadas articulações periféricas). Alguns afetam certas partes da coluna vertebral com mais frequência. Por exemplo, a espondilite anquilosante afeta mais comumente a região inferior (lombar) da coluna vertebral, enquanto que a artrite reumatoide afeta mais frequentemente a parte superior (cervical) da coluna vertebral no pescoço.
As doenças mais comuns fora das articulações que causam dor articular são
* 
Fibromialgia
* 
Polimialgia reumática
* 
Bursite ou tendinite
A bursite e tendinite geralmente resultam de uma lesão que frequentemente afeta apenas uma articulação. No entanto, algumas doenças causam a bursite ou tendinite em muitas articulações.

Vários tipos de causas da dor articular
* A dor em uma única articulação em idosos é mais frequentemente causada pela osteoartrite ou gota.
* 
A dor em uma única articulação em adultos jovens ou adolescentes pode ser causada por uma doença sexualmente transmissível, como a gonorreia.
* 
Pessoas que sentem dor repentina na articulação acompanhada de inchaço devem consultar um médico o mais rapidamente possível para que a artrite infecciosa, se presente, possa ser tratada imediatamente.
* 
O líquido das articulações inchadas é geralmente retirado e analisado para verificar a presença de infecções e de cristais.

Como tratar a dor articular
A imobilização da articulação com uma tala ou tipoia pode, em alguns casos, aliviar a dor. Aplicar calor (por exemplo, uma bolsa térmica) pode diminuir a dor ao aliviar os espasmos musculares ao redor das articulações (por exemplo, após uma lesão). Aplicar frio (por exemplo, com gelo) pode ajudar a aliviar a dor causada pela inflamação da articulação. As compressas quentes ou frias devem ser aplicadas durante pelo menos 15 minutos por vez para permitir a penetração profunda. A pele deve estar protegida do calor e frio extremo. Por exemplo, o gelo deve ser colocado em uma bolsa plástica e enrolado em uma toalha.

A fisioterapia pode ajudar

O fisioterapeuta atua basicamente em 3 métodos: a eletroterapia para combater a dor, o calor úmido para ajudar a desinflamar a articulação e os exercícios para ganho de amplitude articular e fortalecimento muscular.
Age também em :
* Reeducação postural;
* Melhora da função muscular e articular;
* Aumento da força e flexibilidade com exercícios específicos e individualizados;
* Proteção articular (evitando deformidades);
* Melhora da capacidade cardiorrespiratória e, consequentemente, promovendo mais qualidade de vida.
É preciso lembrar que os exercícios são necessários, porém não devem ser extenuantes e só devem ser realizados com indicação médica e orientação de profissional especializado.
É verdade que às vezes, principalmente no frio, as pessoas tentam fugir da fisioterapia, mas é especialmente nessa hora em que o acompanhamento se faz mais necessário. No frio, normalmente ficamos mais rígidos, tensos e, com isso, os pacientes sentem mais dores, portanto nada de desculpas para faltar à fisioterapia.
Pois é a fisioterapia que recupera a amplitude de movimento e fortalece os músculos subjacentes. Para pessoas que têm artrite crônica, a atividade física continuada é importante para prevenir a rigidez permanente da articulação (contratura) e perda muscular (atrofia).

Dra Silvia Batista