SAÚDE FISIO – Pandemia: Home office precisa de apoio da fisioterapia ergonômica para não complicar a saúde

O sistema conhecido como home office tem se difundido cada vez mais em países desenvolvidos e também tem conquistado seu espaço no Brasil.

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades e da International Telework Academy, cerca de 12 milhões de brasileiros trabalham de casa atualmente.

Dhoje Interior

O levantamento foi divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, cuja reportagem também constatou que o trabalho remoto gera mais satisfação e menos processos trabalhistas.

A mesma matéria também trouxe uma pesquisa da SAP Consultores Associados, realizada com 200 companhias, mostrando que mais de 30% das empresas brasileiras já adotam o home office.

E os números não param por aí: outro levantamento, chamado Future Workforce Study, encomendado pela Dell e pela Intel e divulgado em novembro , descobriu que o povo brasileiro é o que mais trabalha remotamente.

Mais de 50% dos entrevistados revelaram que fazem atividades profissionais em casa em algum momento da semana. Em outros países, essa média é de 34%.

E para aqueles que desejam Trabalhar e ao mesmo tempo curtir a família, fazer seus próprios horários no conforto da sua casa e nunca mais precisar enfrentar horas de trânsito ou transporte público!

E complementa a renda, pois oferece outras opções de fontes de rendas além do trabalho convencional.

Pode ser uma renda extra ou até mesmo vivendo exclusivamente do home office.Todos esses benefícios têm algumas desvantagens, pois adequar a casa a um escritório não é simples como pensamos.

O computador fora da linha dos olhos pode trazer malefícios à coluna cervical e aos olhos.

A cadeira fora do ângulo correto para cada pessoa pode desencadear diversas patologias do joelho, quadril e coluna. Por isso é necessário a consulta de um fisioterapeuta ergonomista para alinhar o corpo e adequar o espaço.

Fisioterapia e Home office

Dra Kenia Dias Ribeiro (fisioterapeuta) dá algumas dicas sobre como deve ser este ambiente para o home office:

Com a pandemia muitos trabalhadores têm que realizar suas atividades de trabalho em Home Office, ou seja, em casa. Pensando no bem-estar e na saúde temos que observar estratégias ergonômicas para que esse trabalho seja menos massante e não reflita negativamente na saúde das pessoas.

Para isso podemos observar alguns pontos que são importantes: tente ter um ambiente próprio separado para o home office. Neste ambiente temos que observar a iluminação- que ela seja apropriada para escrever, teclar, ler e evite luz direto no rosto para não ofuscar a visão.

O nível de barulhos e a temperatura também são importantes. Um ambiente agradável entre 20 e 23° graus de temperatura com umidade do ar acima de 40% para manter também a saúde das vias respiratórias.

Um ponto primordial é a postura. O alinhamento entre as articulações tentando manter uma neutralidade é muito importante ter o monitor na altura adequada. O topo do monitor tem que estar na altura dos olhos e ele tem que estar a uma distância de 50 a 70 cm do olho. O ângulo de visão tem que ser reto ou levemente inclinado para baixo se necessário, utilize filtro anti reflexo na tela.

Evite trabalhar à noite e dê preferência aos horários comerciais. Estabeleçam horário de início e fim do trabalho. Se possível faça pausas de 5 a 8 minutos a cada hora aproveite para alongar, relaxar o corpo a mente, beba água, vá ao banheiro e se for o caso e oriente sempre a família que você está em horário de trabalho e não pode ser interrompido. Essa interrupção exige muito da sua cognição e pode gerar stress.

Quem deseja mais informações pode chamar a Dra Kenia Dias Ribeiro através do Instagram @espacoviver .

Toda gratidão da coluna saúde e fisio e jornal DHoje à Dra Kenia Dias Ribeiro pela participação nesta coluna.

Dra Silvia Batista 
Fisioterapeuta e educadora física.
@silviabatistafisiodancer
Email: [email protected]