Saúde fará mais 27,8 mil testes de Covid-19

Durante a live desta quinta-feira (23), o secretário de saúde de Rio Preto, Aldenis Borim, anunciou que o município realizará 27.819 novos testes sorológicos de Covid-19 dentro de 40 a 60 dias, entre julho e agosto. Os testes foram entregues pelo governo do Estado de São Paulo.

O público alvo são os trabalhadores da saúde, da Guarda-Municipal, transporte público, comunicantes assintomáticos e população privada de liberdade. A Secretaria de Saúde vai contatar o público alvo realizando a testagem de forma escalonada de acordo com a logística.

Dhoje Interior

“Os testes não serão para a população como um todo, pois o estado entende que esses são os grupos expostos aos maiores riscos e que eles precisam sofrer essa testagem para saber aqueles que podem continuar na ativa e aqueles que têm risco de contrair a doença”, afirmou Borim.

Ampliação nas Unidades Respiratórias

O secretário de saúde também anunciou mudanças nos horários de funcionamentos das UPAs e Unidades Respiratórias de Rio Preto. A UPA Jaguaré atenderá apenas casos graves e moderados e só receberá pacientes referenciados, ou seja, não atenderá diretamente o público. Também não haverá atendimentos de outros agravos.

Na UPA Tangará e UPA Vila Toninho, continuarão realizando atendimentos respiratórios e de outros agravos. Já nas UPAs Norte e Santo Antônio atenderão apenas pacientes que não tenham sintomas respiratórios.

Com relação às Unidades Respiratórias, as UBSF Solo Sagrado e UBS Estoril funcionarão todos os dias das 7h às 22h. A UBSF Vila Mayor funcionará no mesmo horário, mas somente de segunda à sexta.

A UBSF Anchieta, UBSF Lealdade Amizade, UBSF Vetorazzo, Caic/Cristo Rei e UBS Santo Antônio atuarão de segunda à sexta, porém das 7h às 19h. A Unidade infantil na Faceres (anexo UBS Santo Antônio) funcionará das 7h às 17h.

“Estamos aumentando as unidades respiratórias de acordo com as necessidades. Eu tenho que abrir mais ou fechar de acordo com ociosidade. Eu não posso deixar de atender as doenças normais e deixar uma unidade ociosa”, explicou Borim.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior