SAÚDE E SEXUALIDADE – Não tenha medo de expor seus desejos e fantasias sexuais.

“Não tenha medo nem vergonha de expor seus desejos e fantasias sexuais com seu parceiro. Você pode descobrir um mundo novo que torne a vida sexual de vocês muito melhor!”

 

Dhoje Interior

Nosso psiquismo não existiria se não existissem as fantasias. As fantasias sexuais, como qualquer outro tipo de fantasia, são inerentes aos humanos. A fantasia é entendida como um mecanismo que existe para minimizar e nos aliviar de algo que desejo, mas eu não me permito nem pensar, então isso vai pro meu inconsciente e se manifesta como fantasia.

Infelizmente, muitas pessoas ainda tratam as fantasias sexuais como tabu, como tantas outras questões relacionadas à sexualidade humana. São questões muito íntimas e não conseguirmos revelá-las, na maioria das vezes, para nossas parcerias. Acreditamos que os homens têm mais fantasias sexuais que as mulheres, mas, na verdade, eles falam com mais naturalidade que elas. As fantasias delas podem ser histórias mais tocantes e intricadas

Nossa imaginação, quando o assunto é sexo, pode nos deixar de bochechas vermelhas, não? Mas não existe mal algum nisso. Como disse anteriormente, todo ser humano imagina situações sexuais que ainda não colocou em prática e, mesmo que já as tenha colocado, esse mundo imaginário é saudável para todos. Não existem limites para se imaginar. Quem nunca fantasiou que estava com aquele ator ou atriz da novela das nove?

Hoje em dia, as formas de fantasiar já estão mudando, mas é mais comum homens imaginarem o ato sexual em si. Já as mulheres imaginam situações que irão levar a transa, com um perfil de fantasias mais românticas. Mas, que fique claro que não existe nada de errado em mulheres que imaginam situações mais pornográficas e homens situações mais românticas.

Como falar sobre as fantasias sexuais com o parceiro?

Muitos casais me perguntam, na clínica, visto que na imaginação as fantasias sexuais não precisam ter limites, como eles poderão saber se isso poderá atrapalhar e até trazer desconforto emocional para a parceria. O principal ponto que sempre coloco para eles é que o que é combinado costuma não sair caro.

Precisamos refletir e entender o significado da realização de uma fantasia sexual para ambos. Pode ser que transar apenas realizando a fantasia de um e não a do outro prejudique o casal e eles percam a chance da diversidade no sexo que é uma das grandes e excitantes formas de melhorar a qualidade da relação. Algo que para você é excitante pode desestimular sua parceria. A fantasia sexual só deve virar realidade se as pessoas envolvidas estiverem de acordo.

Talvez, uma forma de começar a introduzir o assunto seja trazer o lado lúdico, tão importante para o sexo, como algumas brincadeiras que podem ser desde o uso de roupas que venham a seduzir a parceria ou até mesmo falar de forma direta suas fantasias.

Procurem dar atenção ao limite do outro, pois algumas fantasias podem trazer bastante insegurança para algumas pessoas com autoestima baixa, que entenderão a quebra de rotina como uma insatisfação por parte de sua parceria. Nesse caso, pode ser importante ser flexível e ajustar a fantasia em função desses limites.

Outra questão que merece um olhar cuidadoso é não querer realizar tudo, pois pode colocar em risco a união e precisa ser avaliado o quanto vale a pena. Não deixe de escutar a parceria. Não é legal só satisfazer as suas fantasias e nem fazer chantagens emocionais.

Dialogar é preciso

Algo extremamente delicado é apenas uma pessoa ceder às fantasias do outro por medo de perdê-lo ou acreditar que ele realizará a fantasia com outra pessoa. Precisamos ficar atentos se a única forma de prazer acontece assim. Alguns conflitos estão sendo demonstrados quando não temos flexibilidade nas nossas formas de prazer e isso trará mais problemas para a relação. É necessário conversar sobre essa questão, pois pode significar questões suas que precisam ser elaboradas, mas também, questões do casal.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Realizar fantasias pode proporcionar maior intimidade e melhor comunicação entre o casal. Então não deixe de dialogar, dialogando, vocês conseguiram elaborar, ou seja, falar algo que até então não pôde ser falado. Caso não consiga busque uma ajuda profissional.

Realizar fantasias pode proporcionar maior intimidade e melhor comunicação entre o casal. Então não deixe de dialogar, dialogando, vocês conseguiram elaborar, ou seja, falar algo que até então não pôde ser falado. Caso não consiga busque uma ajuda profissional.

Soltem-se

Para conversar com seu parceiro de forma a liberar as fantasias sexuais do casal, confira nossas dicas.

  • Converse sempre sobre o que vocês gostam e não gostam na cama. E fale palavras que estimulem o parceiro a se soltar durante o sexo;
  • Diga que, hoje, é você quem manda! Fale algumas de suas fantasias sexuais e peça para ele dizer as dele;
  • Se seu par não se sentir à vontade para falar, espere. Nunca pressione;
  • Envie mensagens picantes ao longo do dia. As fantasias servem para apimentar o sexo e quebrar a rotina. São boas quando os dois saem felizes delas.

DICAS DE ALGUMAS FANTASIAS PARA VOCÊ EXERCITAR ESTA NOITE

Fantasia sexual virando realidade em 3, 2, 1…

Que um pouco de criatividade pode revigorar o relacionamento, todo mundo sabe. E é justamente por isso que estamos aqui com dicas de fantasias sexuais poderosíssimas: para que você leve a sua rotina sexual a um novo nível.

A escritora e especialista em comportamento sexual britânica Tracey Cox foi a fonte para as dez “brincadeiras” desta lista – todas, diga-se, podem/devem virar realidade já. Deixe a vergonha de lado, vai?

O casaco-surpresa!

Muna-se de um  casaco longo e de uma lingerie bem sexy e avise que é você quem vai buscá-lo de carro no trabalho. Na hora marcada e vestida para matar, mande-o entrar e pergunte-lhe sobre o modelito – ele provavelmente não vai entender nada. Esquente o clima tirando o casaco aos poucos e revele o que há por baixo. Fuja da mesmice levando-o para um motel, ou o receba em casa com casaco meio aberto mais avise que terá uma surpresa.

Algemas ou amarrações

Claro que não iria faltar uma fantasia sexual com inspiração BDSM (bondage, disciplina, sadismo e masoquismo). Sugerimos o básico: menos máscaras e coleiras e mais salto alto, lingerie provocante e realização para ambos. O interesse em amarrar ou deixar-se amarrar durante o sexo é comum porque aumenta o suspense. Você e seu parceiro podem ceder sem esforços ou culpa. E, sim, é extremamente excitante. Não se se esqueça que algemar com as mãos para trás só se for sentado em uma cadeira , deitado algeme para frente as mãos

Lugares novos

A ideia é fazer da sua casa um parque de diversões. Nessa fantasia sexual, vale qualquer lugar inusitado: chão da cozinha, sofá, mesa de jantar, lavanderia… Vocês vão acabar experimentando novas posições e sensações. Lembre-se apenas de que é proibido usar a cama. Se quiser ir além, nós já demos a letra em seis lugares incomuns para fazer sexo.

Vá para a água

Transar no mar ou em uma banheira é uma fantasia sexual que você tem de fazer virar realidade. Na água, estamos leves, como se o corpo e a alma estivessem flutuando juntos. Vocês ainda ganham um bônus: o ambiente aquático garante que tudo pareça mais limpo e fresco. Temos que lembrá-la, ainda, do quanto a água pode deixar o clima sexy, como se os dois estivessem protagonizando alguma cena de Hollywood. Vocês podem usar um lubrificante siliconado que não sai na água e mantém a lubrificação. Confesse: você já se imaginou vivendo aquela cena clássica de filmes eróticos onde tudo começa a acontecer dentro de uma aconchegante banheira de espuma. Parece bom, certo? Faça acontecer.

Você é quem manda

Esta noite, ele será seu brinquedo: você comanda os movimentos e ele obedece. Seja muito clara com relação ao que você gosta ou não que ele faça. Ele terá que saber lidar com seu “poder”, ao mesmo tempo que assiste você indo à loucura com as coisas que ele faz. Ao final, diga que ele pode fazer o que quiser com você, e se prepare para vê-lo como se fosse uma criança em uma loja de doces. HOT!

 

Provoque

Provoque o parceiro, deixe-o com vontade e depois diga que não está interessada em sexo. Continue com as provocações e, quando estiverem quase partindo para a cama, segure-o firme e fale que mudou de ideia. Tenha certeza de que ele sabe que isso tudo é só uma brincadeira e ele saberá o que fazer em seguida. Frases como ‘O que você está fazendo?’ e ‘você é mau’ em um tom discreto o farão ter certeza das suas intenções e o deixarão com mais desejo no momento da transa, o que pode os aproximar ainda mais como casal.

Espelho, espelho meu

Alguns casais já devem ter utilizado desta técnica, mas inserir um espelho na vida sexual de vocês pode surtir efeitos maravilhosos. Não quer dizer apenas que você vai poder ver seu parceiro em diferentes ângulos durante o sexo, que já é excitante, mas também que você será capaz de observar seus próprios movimentos. O espelho pode ajudá-los a tentar novas posições, e também a melhorar aquelas com as quais já estão acostumados, com um ponto de vista totalmente novo.

Palmada

Não, a palmada não é algo a ser desprezado. Uma palmada suave e rápida pode esquentar o clima de um jeito que você nunca sentiu antes. Tracey diz que é melhor começar aos poucos. “Você (ou ele) deve posicionar a mão levemente, manter os dedos próximos e dar um tapinha fazendo um movimento levemente para cima. Massageie a área por uns segundos após isso”. Agora, se você está com receio pelo fato do seu bumbum ser o centro das atenções, não se preocupe. Quanto maior ele for, melhor. “Quanto maior ou mais musculosa for a região dos glúteos, mais forte pode ser a palmada, desde que o principal objetivo seja conseguir prazer, e não machucar ninguém”. Se os dois gostarem da brincadeira, é aconselhável o uso de um chicote de borracha. Ele pode parecer bruto, mas é incrivelmente suave e útil para ditar o ritmo e a intensidade das palmadas – sem contar que o som do chicote é muito excitante!

Beijos até a próxima

Mirna Zelioli – Formada em pedagogia e sexóloga em formação e palestrante em vendas. Gestora comercial, sensual coach, empresária do mercado erótico, criadora do projeto SAT (Sexualidade Amor pra Todos), Projeto de Inclusão, projeto CEL (Coragem e Empoderamento e Libertação).