Sansão fica igualado na Vila

Foto: Ivan Storti

No último clássico paulista de 2019, Santos e São Paulo ficaram no um a um jogando na Vila Belmiro neste sábado (16). Com o resultado, o Santos perdeu a oportunidade de garantir matematicamente a vaga na Libertadores. Já o São Paulo, atual 5º colocado, pode ser ultrapassado pelo Athletico-PR e ainda ver Internacional ou Corinthians encostarem. A partida também foi marcada pela presença do presidente Jair Bolsonaro no estádio santista, onde foi recebido em meio a vaias e aplausos.

Dentro de campo, o Peixe não demorou muito para mexer no placar. Aos sete minutos, Evandro recebeu na ponta esquerda e foi derrubado por um carrinho de Arboleda dentro da área. O árbitro marcou pênalti e na cobrança Carlos Sánchez fez um a zero. Com mais posse de bola, o Tricolor tinha dificuldades de criar jogadas ofensivas. Já o Santos errava muitos passes na transição entre a defesa e o ataque. Um novo lance de perigo só foi surgir depois dos 30 minutos, quando Thiago Volpi saiu do gol para afastar a bola e Sánchez chutou do meio-campo pra fora. No final do primeiro tempo, Jorge e Eduardo Sasha saíram de campo batendo boca.

O técnico Fernando Diniz mudou o Tricolor para a segunda etapa e colocou Liziero no lugar de Jucilei. Apesar disso, quem teve a primeira oportunidade nos 45 minutos finais foi o Santos. Após linda de jogada de Jorge, Sasha obrigou Thiago Volpi a fazer uma grande defesa. Aos 10 minutos, Vitor Bueno cruzou da esquerda e Daniel Alves fuzilou para o gol, empatando a partida. O São Paulo começou a gostar da partida e logo em seguida, Pablo quase virou o jogo após cortar Gustavo Henrique e chutar nas mãos de Everson.

Com o passar do tempo, os dois times pareciam demonstrar cansaço e houve poucas oportunidades de gol até o final do jogo. O Santos volta a campo no próximo sábado (23) para enfrentar o Cruzeiro na Vila Belmiro. Já o São Paulo pega o Ceará fora de casa no domingo (24).

Vinicius Lima

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS