Salário mínimo terá o menor ajuste dos últimos dez anos

Segundo divulgação do Ministério do Planejamento, a previsão do salário mínimo para 2018 é de R$ 965; Estimativa já havia sido reduzida no mês de agosto de R$ 979 para R$ 969; se confirmado, o reajuste para o próximo ano será de 2,98%

Vinte e oito reais, ou 2,98%, esse será o reajuste do novo salário mínimo, segundo divulgação do Ministério do Planejamento, que anunciou nesta semana a projeção de R$ 965 para 2018.

Atualmente no valor de R$ 937, se confirmada a projeção do governo, que já havia reduzido a projeção para o próximo ano, durante o mês de agosto, de R$ 979 para R$ 969, o mínimo sofrerá o menor reajuste dos últimos dez anos.

Para o economista Roosevelt Bormann Filho, a mudança do índice de correção foi o que motivou a redução da projeção do salário mínimo.

“Mudou o índice de correção do salário. E, de acordo com esse novo reajuste vai ter um impacto de milhões nas finanças públicas”, disse o economista, que também explicou como isso será repassado para os trabalhadores.

“É bastante comprometedor para o trabalhador que acaba ganhando menos e assim tem menos poder aquisitivo para gastar, o que trava a economia. Por outro lado, o salário mínimo ideal também afetaria as finanças do governo e é praticamente impossível de praticar. É difícil fazer esse balanço. Para a economia causa um impacto negativo”, afirma Roosevelt Bormann Filho.

Contudo, o economista lembra que mesmo o valor do mínimo, longe do ideal de R$ 3 mil, que seria para suprir as necessidades de uma família de quatro pessoas, ainda é uma dos maiores salários do país em regiões mais carentes.

“Temos que lembrar que em muitos lugares, principalmente os de baixa renda, mesmo o salário sendo abaixo do ideal, ele é o maior salário de alguns trabalhadores”, finalizou.
A redução da projeção do salário para o próximo ano, mesmo que pequena no valor, de quatro reais, de R$ 969 para R$ 965, uma diferença de 0,41%, já é nos últimos dez anos, o menor aumento que o salário mínimo terá. Somente R$ 28. Se comparado com 2016, quando o aumento foi de R$ 102, de R$ 778 para R$ 880, a diferença fica maior ainda.

No comparativo com esse ano, quando o salário aumentou 6,47%, saltando de R$ 880 para R$ 937, em 2018, o aumento será de 2,98%, de acordo com a última projeção.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS