Saiba a diferença dos tipos de gordura e seus efeitos no corpo

GORDURAS - Consumidas moderadamente são positivas para o organismo

Gorduras auxiliam na absorção de vitaminas e são fontes de energia. Restrição total de alimentos com a substância torna-se prejudicial para o organismo. Segundo nutricionistas, o ideal é saber qual tipo e quanto consumir diariamente para um estilo de vida saudável. .

Vilãs das dietas, alimentos que contém gorduras são um dos primeiros a serem cortados por quem busca o emagrecimento. Porém, segundo a nutricionista Carla Soares, um estilo de vida saudável não deve ter grandes restrições alimentares.

“As gorduras saudáveis são fundamentais para o organismo. São fonte de energia e essenciais para a absorção de algumas vitaminas”, afirma.

Porém, a profissional alerta para o tipo e quantidade de gordura a ser ingerida. “Existem três tipos: saturadas, monoinsaturadas e poli-insaturadas. Consumir as saturadas é pouco saudável. Devemos consumir mais as monoinsaturada e poli-insaturadas” explica.
Saiba um pouco mais de cada tipo de gordura e em quais alimentos encontrá-las.

Saturada
A gordura saturada é considerada prejudicial por aumentar o colesterol ruim (LDL) o que pode levar a problemas cardiovasculares. Ela é encontrada em produtos de origem animal – carne vermelha, leite, bacon e manteiga, por exemplo.

Insaturada
“As insaturadas localizamos em azeite de oliva, óleo, castanhas, outros produtos vegetais e alguns peixes. Ele diminui o colesterol ruim, mas pode aumentar algumas doenças coronarianas, quando consumida em excesso”, aponta.

Monoinsaturada
Benéfica no combate ao colesterol, a monoinsaturada está em azeite de oliva, abacate e nozes. Ela diminui as chances de doenças cardiovasculares.

Poli-insaturada
Já a poli-insaturada é rica em ácidos graxos essenciais, Ômega 3 e Ômega 6. Porém, apresenta desvantagens. “Ela reduz tanto o colesterol ruim (LDL) quanto o bom colesterol (HDL)”, coloca a nutricionista. Peixes como o atum, sardinha e frutos do mar são ricos neste tipo de gordura.

saiba mais

Taxas de colesterol

Segundo as novas diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) pessoas com risco cardíaco muito alto devem ficar abaixo de 50 mg/D de colesterol ruim, o LDL. Já o colesterol bom (HDL) deve estar acima de 40 mg/DL

 

Por Marina LACERDA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS