Riopretoprev: Edinho quer repassar imóveis para cumprir aporte

O prefeito Edinho Araújo (PMDB) assinou, ontem, o Projeto de Lei Complementar (PLC) para transferir 28 áreas públicas para a Riopretoprev. Os lotes equivalem aos R$ 34 milhões do aporte que o município é obrigado a transferir para autarquia em 2017. Agora, o PL segue para ser votado na Câmara Municipal com pedido de urgência.

Segundo o Plano de Amortização, aprovado em 2013, para equilibrar o déficit atuarial da Riopretoprev, o município é obrigado a transferir, neste ano, cerca de 11% da folha de pagamento dos servidores à autarquia, além dos 22% que a Prefeitura também precisa injetar na previdência dos servidores como “patronal”.

Desta forma, a saída encontrada por Edinho foi transferir os imóveis para não “desfalcar” o caixa do município que, segundo a Fazenda, está comprometido. “Esse aporte nos dá uma relativa tranquilidade porque a despesa do município é certa, mas já a receita é incerta”, afirmou o prefeito.

Já sobre a escolha das áreas avaliadas em até R$ 7,2 milhões, o secretário de Planejamento, Israel Cestari Júnior, afirmou ser uma estratégia para render valores para a autarquia. “Escolhemos pela valorização e pela localização para potencializar o valor, como também transformar em dinheiro em caixa quando necessário”, afirmou o secretário.

Outro projeto que também será encaminhado aos vereadores é o que altera a porcentagem da contribuição dos servidores. Dos 18% atuais, a proposta pretende levar para 17% a porcentagem da contribuição.

Votação
Na Câmara, o projeto deve entrar em pauta na próxima quinta-feira e precisa de 12 votos para ser aprovado. Questionado se a proposta passaria na Casa, depois da derrota para a criação dos cargos, Edinho colocou a responsabilidade nos vereadores. “Espero que a sociedade tenha os 12 votos”, disse Edinho.

Rombo
O superintendente da autarquia, Jair Moretti, rebateu as acusações de que a Riopretoprev tem um rombo atuarial de R$ 1,2 bilhão e defendeu a saúde financeira da autarquia. “Esse cálculo atuarial [rombo]é para daqui 30 anos, mas não leva em conta os superávits que só este ano vamos produzir R$ 60 milhões. A Riopretoprev está saudável”, disse Moretti.

 

Por Francela Pinheiro

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS