Rio Preto: Trio furta câmeras de segurança, mas é preso pela polícia

Criminosos furtam academia e residência no bairro Quinta das Paineiras, em Rio Preto, mas acabam presos em flagrante. O caso aconteceu na noite da última segunda-feira (09), por volta das 21h30.

Os policiais foram acionados e um funcionário da academia informou que os ladrões furtaram duas câmeras de segurança, que estavam localizadas em pontos altos na frente do estabelecimento. Durante o atendimento da ocorrência, outra vítima surgiu informando que criminosos também haviam furtado duas câmeras de segurança que estavam instaladas em frente à própria residência, que fica no mesmo bairro. A moradora ainda disse que as câmeras chegaram a gravar as imagens do furto e mostram que os ladrões escalaram o portão da casa, retiraram as câmeras e fugiram em um veículo prata.

Com as imagens, os policiais fizeram buscas pelas proximidades e na Avenida Murchid Homsi localizaram um veículo idêntico ao das imagens, além das três pessoas que também coincidiam com as descrições passadas. Durante a revista ao trio, nada de ilícito foi localizado. Mas durante conversa individual, M.C.M acabou confessando o crime e entregou os outros dois comparsas, sendo que  J.R.L.M. ajudou na remoção das câmeras e a mulher A.L.S. ficou dentro do carro, os aguardando.

O criminoso informou aos policiais que após o crime vendeu os objetos para o proprietário de um bar, que fica no bairro Jardim Urano. O local também é conhecido como ponto de tráfico de drogas. Os PMs foram até o bar, onde surpreenderam o dono do estabelecimento, sendo que sobre o balcão do bar foram localizadas três porções de cocaína embaladas individualmente e na carteira mais R$1069 em dinheiro.

Em buscas pelo local os policiais localizaram as câmeras e outros objetos que haviam sido furtados das vítimas, como caixas de som e materiais hidráulicos. O dono do bar informou que comprou as câmeras de um desconhecido por R$50 e não soube informar quanto aos demais objetos, além de afirmar que é usuário de cocaína.

O trio foi preso em flagrante por furto e o proprietário do bar por receptação dolosa, sendo que foi definida uma fiança no valor de R$ 3 mil para ele, devido os seus antecedentes.

Os objetos furtados foram devolvidos as vítimas e o caso foi encaminhado para a delegacia seccional de Rio Preto.

Por Priscila CARVALHO

SEM COMENTÁRIOS