Rio Preto: Tribunal suspende merenda para professores

O prefeito Edinho Araújo reuniu-se na manhã desta quarta-feira (7) com a secretária municipal de Educação, Sueli Costa, para avaliar a decisão liminar do Tribunal de Justiça do Estado, que suspendeu a permissão para o fornecimento de alimentação a professores e funcionários das escolas municipais.

A reunião teve a presença do Procurador Geral do Município, Adilson Vedroni. O prefeito Edinho Araújo reafirmou que é a favor do fornecimento de alimentação aos professores e funcionários das unidades escolares e determinou a elaboração imediata de um projeto de lei para ser enviado à Câmara Municipal, em regime de urgência, regulamentando o assunto, para que todos que trabalham nas escolas voltem a ser atendidos.

A liminar suspendeu os efeitos de uma lei aprovada pela Câmara e vetada por vício de iniciativa. Como o veto foi derrubado, houve recurso ao Tribunal com uma ADIN, que teve a liminar deferida.

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS