Rio Preto: Trânsito intensifica fiscalização e multas chegam a R$ 4 mil

Divulgação

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Segurança intensificou as fiscalizações aos transportadores. E um segmento específico, desde ontem, já está na mira da Pasta. É o dos ‘perueiros’, homens e mulheres que ganham a vida transportando estudantes.

Atualmente, estão cadastradas 129 linhas, sendo 113 autônomos, 15 linhas de duas empresas e uma linha de escola particular, mas esse número deve aumentar para 131, pois foram autorizadas mais duas linhas (número 196 – Escola Renascer e número 197 – Escolas Municipais Modesto Rodrigues Marques, João José Feres e Vera Schmitt).

Dhoje Interior

Com a volta às aulas na rede particular, na pública o retorno acontece na próxima semana, o número de infrações tende a subir. Os bloqueios são feitos diariamente em vias públicas, visitas em pontos de rua e imediações de escola.

As multas para os transportadores infratores variam de R$ 56,18 até R$ 3.992,00. O valor depende do tipo de irregularidade cometida. Em caso de transporte clandestino o veículo é apreendido, além da penalidade pecuniária.

Segundo o secretário Amaury Hernandes, o trabalho dos fiscais é bastante amplo. “Eles verificam documentação e conservação do veículo, checam reclamações de outros transportadores sobre desrespeito aos locais autorizados e conferem inscrições, autorizações, renovações de alvarás e substituições de transportadores suspensos ou cassados”, informa.

De acordo com Hernandes, além do transporte escolar a Secretaria é responsável por todos os serviços de transporte realizados com cobrança de tarifa no município. “O que abrange ônibus, táxi e mototáxi. Quanto aos aplicativos, como o Uber, não existe legislação municipal vigente, sendo da responsabilidade de agente de trânsito (GCM e PM)”, exemplifica.

Por Daniele Jammal