Rio Preto terá primeira casa com certificação “verde” da região

Foto Divulgação

A primeira casa com certificação “verde” do noroeste paulista será no condomínio Quinta do Golfe Jardins, em São José do Rio Preto. Com uma área de 421,92 m², a obra entra para um seleto grupo de 50 projetos residenciais do país, sendo 28 no estado de São Paulo.

O principal caminho para se alcançar esse padrão construtivo “verde” é por meio da aplicação de certificações ambientais emitidas por entidades do setor, como o Green Building Council Brasil (GBC Brasil), que promove a certificação LEED (sigla para Leadership in Energy and Environmental Design), GBC Casa e Condomínio, e a Fundação Vanzolini, que promove o selo AQUA-HQE. “Para conseguir essas certificações é preciso atender uma série de exigências. Monitoramos os materiais utilizados na construção desde a coleta até o descarte. O canteiro de obras também foi adaptado, com até plantação de grama, tudo ser o mais sustentável o possível”, afirma o arquiteto responsável, Daniel Ribeiro.

Entre os requisitos para se obter o certificado estão: política de controle e redução do consumo de água no interior e exterior da obra; gestão da eficiência energética e a utilização de energias renováveis; sistema de climatização menos nocivo ao meio ambiente; uso de materiais de baixo impacto ambiental, gerenciamento de resíduos, entre outras. “A casa terá 20 painéis fotovoltaicos, aquecimento de água por meio de energia solar e irrigação controlada no jardim. O mercado aqui da região ainda não está totalmente inserido nesta questão sustentabilidade, mas a tendência é que esse cenário mude”, comenta o arquiteto.

De acordo com Daniel, além de minimizar o impacto ambiental, o projeto é economicamente viável. “Embora a obra seja de 5% a 8% mais caro do que o comum, a economia de energia deve ser de quase 60%. Dentro de quatro a cinco a obra se paga”, afirma. Segundo o arquiteto, a casa deve ficar pronta até dezembro desse ano. Colaborou: Vinicius LIMA

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS