Rio Preto registra aumento de 44% de ataques de escorpião

O número de ataques de escorpião registrou um aumento de aproximadamente 44% em São José do Rio Preto nos seis primeiros meses de 2018. Segundo os dados da Secretária da Saúde, foram 178 casos em 2017 contra 257 neste ano. Não houve nenhuma morte no período.
A maioria dos escorpiões entram nas casas por meio de ralos, frestas, paredes mal rebocadas e costumam ser atraídos por restos de construção. “A população precisa impedir o escorpião de entrar nas residências. Manter a limpeza da casa, colocar veda porta e deixas os ralos tampados”, afirma o gerente da Vigilância Epidemiológica de Rio Preto, Abner Alves.
A média de ataques de escorpião vem aumentando exponencialmente desde 2007, quando o número de picadas subiu de 37 mil para 126 mil em 2017. O número de mortes também cresceu, saltando de 70 em 2013 para 184 no ano passado. Em Rio Preto, a maior parte dos casos ocorre durante a primavera e o verão, principalmente nos meses de janeiro, outubro, novembro e dezembro. “Pedimos que a população entre em contato com a Secretária da Saúde para registrar as aparições de escorpião. Assim podemos mapear os casos e tomar as devidas providências”, comenta Abner. O número do disque saúde de Rio Preto é 0800-770-5870.
O escorpião-amarelo é o mais comum nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil e sua picada pode ser mortal, principalmente para as crianças. “Pessoas que trabalham com jardinagem devem sempre utilizar luvas e botinas. Recomendamos que não tentem manusear o escorpião, mesmo depois de morto”, finaliza Abner Alves.

Colaborou: Vinicius LIMA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS