Rio Preto: Reajuste de tarifa do ônibus é analisado pela PGM

Atualmente, a tarifa técnica custa R$ 3,43. Se o novo reajuste for aprovado, o valor irá subir para R$ 3,57. Já o valor da passagem para o usuário do transporte coletivo gira entre R$ 2,90 e R$ 3

Empresas de transporte coletivo rio-pretense, Santa Luzia e Expresso Itamarati, protocolaram o pedido de reajuste de 4% junto ao prefeito Edinho Araújo, que repassou para a análise da Procuradoria Geral do Munícipio.

Protocolado na Secretaria do Trânsito, no dia 17 de dezembro do ano passado, o pedido de reajuste de 4% da tarifa do transporte público de Rio Preto, feito pelas empresas Santa Luzia e Expresso Itamarati, agora está em análise da Procuradoria Geral do Município (PMG), após passar pelas mãos do prefeito Edinho Araújo, no final da última semana.

Segundo, a Prefeitura, o protocolo chegou até o gabinete do prefeito que encaminhou para a Procuradoria fazer uma análise técnica do pedido.

De acordo com o Consórcio Riopretrans, formado pelas duas empresas operantes no serviço de transporte público em Rio Preto, Santa Luzia e Expresso Itamarati, o motivo do reajuste é que o mesmo está previsto no contrato.

Ainda segundo a Prefeitura, não existe, por enquanto, uma previsão de quando o resultado dessa análise feita pela Procuradoria Geral do Município deve sair.
Caso seja aprovada, a tarifa técnica, que hoje custa R$3,43, subirá para R$3,57. Já o passageiro do transporte público paga atualmente entre R$2,90 e R$ 3, já que o restante é subsidiado pela Prefeitura.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS