Rio Preto: Oferta de exames deve aumentar até 70% com Laboratório de Patologia Clínica

Foto- Claudio Lahos

 

A gestão pública da saúde em Rio Preto terá um grande avanço, a partir de março deste ano, quando deve começar a funcionar o Laboratório Municipal de Patologia Clínica do Complexo Pró-Saúde, que abriga o Hospital Dia, Centro do Idoso e Centro da Mulher, localizado na avenida Philadelpho Gouvea Neto.

Segundo o secretário interino da Saúde, André Baitello, a instalação do laboratório vai ampliar a oferta de exames dos atuais 118 mil para 140 mil exames mensais, com capacidade instalada de oferta de 200 mil exames, entre bioquímicos, sorológicos e imunológicos, hormonais, hematológicos, hemostáticos, microbiológicos e de uranálise.

O serviço, já em fase de licitação, conta com uma infraestrutura de 1.129,12 m2, no Complexo, e contará com recepção de 105 lugares, 11 salas de coleta, cinco leitos e ampla sala para a realização dos exames.

“Também está prevista a realização de exames de HIV, sífilis e hepatites. Abrimos um edital para fazer uma ata de registro de preço para garantir que esses exames sorológicos não fiquem parados, caso aconteça alguma intercorrência nesse período de adequação do laboratório”, explica o secretário.

De acordo com ele, assim que a implantação ocorrer, próximo de 95% de toda a demanda por exames de sangue e urina do município deve ser atendida. O laboratório, conforme Baitello, terá sistema 100% informatizado, com prontuário eletrônico.

“Um laboratório com essa gama de serviços é inédito na nossa região. No interior de São Paulo poucos municípios têm essa capacidade e isso vai gerar uma economia para o município, além de mais qualidade no atendimento. Isso é muito importante para a Saúde municipal e para a Saúde regional também”, finaliza o secretário.

Por Daniele Jammal

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS