Rio Preto: Microchipagem em animais de carroceiros visa coibir maus tratos e abandono

AÇÃO - Cadastrou 32 carroceiros em Rio Preto

Os cavalos e éguas também passaram por avaliação veterinária, sendo que dois animais foram recolhidos para o Hospital Veterinário da Unirp por estarem debilitados. Esses animais vão receber tratamento veterinário até serem reabilitados e os custos ficarão por conta dos proprietários.

Equipe do Centro de Zoonoses de Rio Preto instalou microchips em animais de carroceiros, visando coibir maus tratos e o abandono desses animais pelo município. O cadastro do microchip subcutâneo aconteceu na manhã de ontem, durante evento que reuniu 34 profissionais da área em uma palestra sobre cuidados com os animais e a conduta responsável no trânsito, no Recinto de exposições Alberto Lucatto.

Os cavalos e éguas também passaram por avaliação veterinária, sendo que dois animais foram recolhidos para o Hospital Veterinário da Unirp por estarem debilitados. Esses animais vão receber tratamento veterinário até serem reabilitados e os custos ficarão por conta dos proprietários. A novidade é que o encontro com esses profissionais deva acontecer a cada seis meses, levando orientações aos carroceiros e avaliando a situação dos animais utilizados na função.

O sistema com os chips facilita o trabalho de identificação dos donos caso o animal seja encontrado abandonado ou morto. “Esse chip contém todas as informações do tutor, o que nos auxilia a responsabilizar a pessoa caso esse animal seja abandonado, mau tratado ou até solto em vias públicas, onde é proibido a ‘encosta’ desses animais”, disse Karoline Koga, diretora do Bem Estar Animal.

Além dos microchips, as carroças também receberam emplacamento, semelhante ao utilizado em veículos, sem custo algum aos carroceiros. O profissional que for flagrado com veículo de tração animal sem placa ou animal sem identificação eletrônica estará sujeito à autuação e multa de R$ 130,16 – prevista no Código Nacional de Trânsito.
O prefeito Edinho Araújo também esteve presente e fez a abertura do evento. “Vocês são mais vulneráveis e podem se tornar vítimas do trânsito e, por isso, é importante conhecer as condutas corretas para evitar acidentes. Além disso, é necessário um tratamento aquedado aos animais que vocês usam”, disse o prefeito.

 

Por Priscila Carvalho

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS