Rio Preto: Mesmo com horário estendido, consumidor prefere comprar durante o dia

Os rio-pretenses aproveitaram o feriado municipal de 8 de dezembro, data em que se comemora o dia da Imaculada Conceição, e foram às compras. O calçadão, principal área de comércio de rua da cidade, teve movimentação intensa. As lojas permaneceram abertas até às 18h.

Durante primeira semana em que as lojas do calçadão funcionaram com horário estendido, até às 22h, o movimento não animou muito os lojistas. Entre as justificativas está a chuva, que espantou os clientes.

A presença dos consumidores ainda não surpreendeu os lojistas. “O comércio ainda está fraco e não está compensando pagar funcionários durante a noite. Estamos acostumados que o movimento aumente mais perto do natal, então estamos trabalhando em um sistema de rodízio: cada dia um funcionário fica até mais tarde. Por enquanto, estamos conseguindo atender a demanda”, explicou a empresária do ramo de tecidos, Valéria Cardoso, 33 anos.

Entre os lojistas, teve quem optou por não fazer todo o horário estendido. “Como essa semana foi de movimento muito fraco, optamos por trabalhar todos os dias até às 20h30, quando nosso horário normal é até às 18h30. Não está compensando”, explicou Janderson Ricardo de Oliveira, 30 anos, gerente de uma loja de bolos.

Já entre os consumidores, teve quem aproveitou o feriado para passear e quem aproveitou o dia para resolver as pendências. O que não faltou foi quem aproveitou o dia apenas para pesquisar.

“Trouxe o meu filho de dois anos para aproveitar o feriado para passear, comprar e também ver preços para presentear no final do ano. Pretendo voltar durante a semana, mas só depois que a chuva der um tempo. Essa semana que passou não teve como sair de casa”, comentou a babá Andréia Marquezi, de 33 anos.

O aposentado Eugênio Fernandes Frota, de 84 anos, aproveitou o dia para regularizar sua situação com o comércio. “Eles estão cobrando uma dívida que tenho certeza que não fiz. O horário é bom para negociar e para passear, pelo menos a gente tem tempo de fazer tudo com calma”, explicou.

 

Da Reportagem

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS