Rio Preto: Idosos e mulheres são as principais vítimas de furto no Terminal

A região do Terminal Urbano Rodoviário de Rio Preto têm se tornado alvo de bandidos. O principal crime é furto de bolsas e carteiras de idosos e mulheres. Na maioria dos casos, os casos são realmente furto, quando não há uso e violência, no entanto, as vítimas só percebem a ação depois de algum tempo ou quando estão bem longe.

Entre os objetos que são levados estão documentos, celulares e dinheiro. No caso de aposentados, às vezes levam parte importante da renda da aposentadoria e acabam prejudicando o orçamento doméstico das famílias.

Depois de perder os documentos neste tipo de crime, ainda existe a necessidade de passar por toda a burocracia para cancelar cartões e pedir novos documentos. Um gasto de tempo e dinheiro que poderiam ser evitados.

A aposentada Ângela Aparecida Garcia, 60 anos, contou que estava comprando um suco dentro do Terminal e estranhou quando um homem a abordou. “Eu estava comprando o suco e paguei com uma nota de R$ 100. No mesmo momento, fui abordada por um homem que aparentava ter em torno de 65 anos e pediu R$ 50, pois havia sido mordido por um cachorro. Eu neguei e, logo depois de entrar no ônibus, percebi que minha bolsa estava aberta e que a carteira não estava mais lá”, contou a aposentada.

Em outro caso parecido, a dona Marly Ferreira, de 56 anos, acredita que foi furtada na plataforma do Terminal, enquanto descia para pegar o circular. “Fiquei chateada porque sei que aconteceu lá dentro. Quando fui perguntar ao motorista se havia um posto policial para fazer a denúncia, fui informada que não. Fiquei mais insegura ainda”, contou.

O diretor da Guarda Municipal, Silvio Pedro da Silva, informou que o órgão é responsável pelo monitoramento do local. “Nós temos o serviço de patrulhamento, com uma viatura que fica sempre próximo para atender alguma ocorrência e os guardas de bicicleta. São quatro câmeras de segurança instaladas dentro do Terminal Urbano, responsáveis pela fiscalização do local. Ao ser identificado alguma atitude suspeita, os monitores do sistema acionam os GCMs que estão na rua”, explicou o diretor.

Ao todo são 249 guardas, divididos em quatro turnos. “Não são todos que estão nas ruas, alguns estão de férias, mas estamos fazendo o melhor possível para garantir a segurança do local. Qualquer dúvida ou problema que o cidadão tenha, basta ligar para o número 153 ou acionar o guarda da Emurb, que fará esse chamado”, explicou Silva.

Dicas de segurança
Para quem frequenta o local, é preciso estar atento com bolsas, carteiras e celulares. Quando carregar uma bolsa, mantenha próxima ao corpo. É importante verificar se o zíper está bem fechado.

Quando for usar o celular, sempre dirija-se a um estabelecimento comercial, de preferência com câmeras de segurança, para só depois atender ou fazer ligações.

Evitar abrir a carteira dentro do ônibus e dentro do Terminal também é muito importante e, quando estiver sentado, segure com segurança a bolsa ou as sacolas.

Caso note uma atividade suspeita, não deixe de informar o guarda municipal, o guarda da Emurb ou a polícia.

O telefone da GCM de Rio Preto é 153 e está disponível 24 horas. (Colaborou Carol
Paschoalon)

 

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS