Rio Preto: Falsos fiscais da Prefeitura são presos na Zona Leste

DIVULGAÇÃO/POLICIA MILITAR/ JOILDA GOMES - 18/02/18: Dupla de dissimulados fiscais usando o nome da Vigilância Sanitária foram presos em Rio Preto, os dois se passavam por fiscais da Prefeitura de Rio Preto e, assim estavam tentando arrancar dinheiro das vítimas.

BEBENDO CERVEJA – Uma dupla de dissimulados fiscais usando o nome da Vigilância Sanitária foi presa em Rio Preto durante a manhã do domingo (18), acusados de exigirem dinheiro para não multar comerciantes em dois bairros da cidade.

Os indiciados W.G.S e K.R.S.L, de 32 e 42 anos, estavam agindo nas imediações do Jardim Seyon e Caparroz e foram detidos por volta das 8h45 por militares que receberam uma denúncia pelo dono de um comércio de assados.

Dhoje Interior

Segundo o boletim de ocorrência, os dois se passavam por fiscais da Prefeitura de Rio Preto e estavam tentando arrancar dinheiro das vítimas usando crachás e uma pasta plástica vermelha com documentos variados, contas de luz e notas sem valor econômico oficial.

Uma das vítimas, de 61 anos, chegou a reconhecer o casal na delegacia e contou que eles chegaram dizendo que fariam uma vistoria no ambiente, mesmo o proprietário afirmando que o local havia sido inspecionado há pouco tempo.

Durante a falsa visita, a autônoma indiciada disse que estava ‘tudo certinho’, contudo o comparsa desmentia afirmando que o botijão de gás ligado a máquina de assar frangos estava irregular e por conta disso iriam multar o dono do comércio.

Desconfiado, o dono prédio perguntou se eles tinham identificação, a qual foi apresentada. Em seguida a dupla iniciou uma conversa entre si e disse ao comerciante que se ele pagasse R$ 50 não iriam multá-lo, acordo aceito pelo homem.

Em seguida, os dois indivíduos saíram do comércio e a poucos metros do local visitado pelos criminosos, no bairro Anchieta, a dupla foi abordada por uma viatura.

Do valor recebido no primeiro golpe, a polícia conseguiu recuperar R$ 47, sendo que o restante foi usado para comprar uma lata de cerveja. Os dois admitiram que estavam aplicando golpes em comércios naqueles bairros e se identificavam como fiscais sanitários do município, extorquindo as vítimas.

Eles receberam voz de prisão e vão responder um processo penal na Justiça por falsidade ideológica, além de extorsão.

OUTRO LADO

Em nota a o município informou que todo agente Fiscal de Posturas é portador de uma Identidade Funcional e possui um crachá único da Prefeitura de Rio Preto, nunca ele exige ou recolhe valores em dinheiro, sua comunicação é estritamente oficial e, caso necessário através de notificação ou auto de multa.

O comércio, indústria e prestadores de serviços são fiscalizados pelos agentes lotados na Secretaria da Fazenda, que fiscaliza alvarás, cartazes, auto de vistoria do Corpo de Bombeiros, entre outros.

A fiscalização de comércios é feita pelos seguintes concursados da pelo município e suas respectivas pastas:

  • Secretaria Municipal do Meio Ambiente: Quando tratar-se de questões ambientais, poluição sonora e atividades poluidoras.
  • Secretaria Municipal de Trânsito: Relacionado as questões de transito, vagas de estacionamentos, sinalizações etc.
  • Vigilância Sanitária: Questões referente a higiene e saúde pública.

DA REPORTAGEM:

Colaboração: Guilherme Ramos, às 13h25.