Rio Preto: Estudante furta comércio e é denunciado pelo avô

Um estudante de 19 anos foi entregue pelo próprio avô, um seringueiro de 71 anos, após furtar diversos objetos de um estabelecimento comercial no bairro Nova Veneza, em Rio Preto.

Segundo a o boletim de ocorrência, o proprietário do local, um comerciante de 42 anos, acionou a polícia na quarta-feira (14) após perceber que seu comércio havia sido arrombado e furtado.

De acordo com o relato da vítima à polícia, foram levados do local uma caixa de som, 12 latas de refrigerante, 24 latas de cerveja, 3 litros de vodka, 2 litros de energético, 3 maços de cigarro, um ventilador, seis latas de achocolatado, um pacote de arroz, um pacote de açúcar, 10 caixas de leite, uma peça de mussarela, 2 pacotes de linguiça, uma peça de mortadela, 3 pacotes de massa de pastel, 5 caixas de chocolate branco, 6 produtos de limpeza e uma faca.

Minutos após perceber o furto, a vítima foi procurada por um morador do bairro, um seringueiro, de 71 anos, que pediu para o comerciante ir até os fundos de sua residência, onde mora seu neto, um estudante de 19 anos, pois acreditava que seu neto seria o autor do furto.

A polícia levou o comerciante até o local, onde foi possível encontrar os produtos furtados, além de uma necessaire para viagens, um sabre, uma chave de fenda, uma barra de ferro tipo pé de cabra, uma faca de cozinha, munições, além de documentos, que possivelmente teriam sido usados para o furto.

O jovem não foi encontrado até o momento. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Da REPORTAGEM

(Colaborou Arthur AVILA)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS