Rio Preto deve receber até R$ 18 mi com congressos médicos

Reunião - Prefeito e médicos anunciaram as novidades (Foto: Divulgação)

Pela primeira vez na história, Rio Preto será sede do Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão. A 26ª edição do evento, que será realizado entre os dias 9 e 12 de agosto de 2018, e deve atrair 1,5 mil médicos, foi anunciada na tarde de ontem, pelo prefeito Edinho Araújo. Além do Congresso de Hipertensão, outros dois congressos da área da saúde – Oftalmologia, em junho de 2018, e Dermatologia, em maio de 2018 – também foram confirmados para o próximo ano e, ao todo, devem injetar R$ 18 milhões na economia da cidade.

Segundo o secretário de Desenvolvimento, Liszt Abdala, a confiança em movimentar a economia de Rio Preto, através dos congressos, vem dos dados oficiais da organização mundial de turismo, que dizem que uma cidade como São Paulo, quando recebe eventos desse porte, registra que cada turista gasta em média, por dia, $304,00, que hoje equivalem a R$ 957,60.

“Projetando isso para cá, com algumas diferenças da capital para o interior, você tem um consumo importante para a cidade, mas não é só isso. Turismo de eventos é o número um em atividades de segmento turístico. Eventos é o que mais deixa divisa, deixa recurso, então você tem 52 atividades, que são pegas de carona e fazem a economia girar na cidade”, afirmou o secretário, que também espera preparar a cidade, em especial o Graneleiro, local onde o evento será realizado, para receber ao menos um evento de médio a grande porte por mês em 2018.

“São eventos na casa de mil pessoas e é um primeiro momento, uma retomada. Tenho certeza que eventos com mais gente, em outros setores, vão começar a entender que Rio Preto voltou a ser uma cidade que acolhe tanto o setor empresarial quanto os turistas que vão vir para cá”, explicou.

Quem também comemorou a vinda do Congresso de Hipertensão foi o médico cardiologista Dr. José Carlos Ayoub, um dos responsáveis por fazer Rio Preto vencer a disputa com Santos, por 10 a 0, e sediar o evento, que trará novidades para a área. “Para Rio Preto será importante, primeiro para a reciclagem de todos os profissionais que labutam na área da hipertensão arterial. Pegar os mais novos conhecimentos da área para a avaliação do acompanhamento de hipertensos, porque em 2020, em 2030, o Brasil vai ser a sexta população de idosos do mundo, e o que mais vai matar são as doenças cardiovasculares, e a hipertensão arterial está na base. Então, tendo um bom controle e um acompanhamento do hipertenso, com certeza essas doenças serão amenizadas”, disse o cardiologista.

A confirmação do Congresso de Hipertensão em Rio Preto e um local já definido, também foi festejada por todos os integrantes que participaram da reunião, como o presidente da Faceres, Dr. Toufic Anbar Neto.

“É um anseio antigo tanto da classe médica quanto da associação comercial, porque a classe médica de Rio Preto é um polo da área da saúde e na área da educação médica tem um potencial para atrair congressos e eventos científicos em grande quantidade e com grande afluxo de pessoas”, disse Dr. Toufic Anbar Neto, que também confirmou a intenção de realizar outros congressos nos próximos anos.

“Nós temos a expectativa de trazer pelo menos dois eventos de 800 congressistas cada um. Um seria ligado a cirurgia e outra a educação médica. Ainda não temos data, porque, agora tendo o Graneleiro, temos que formalizar a proposta para as respectivas associações”, finalizou.

Fonte: Marcelo Schaffauzer – Redação jornal DHoje Interior 

Assista o link institucional elaborado para trazer o evento para Rio Preto:

https://youtu.be/aMBmXaPL3_Q

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS