Rio Preto: Criança de 9 anos morre em UPA e família suspeita de erro médico

A polícia vai investigar a morte de David Godoi Silva de 9 anos, na noite desta quinta-feira (28),  em  uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA)  região norte de  Rio Preto.

De acordo com a família, a criança foi levada a uma unidade médica para receber o primeiro atendimento na quinta-feira (21).  Marcos David da Silva notou que o filho estava com febre e vômito em seguida levou a criança até a UPA da Vila Toninho.

“Quando eu cheguei na unidade não tinha vaga para passar no pediatra, mas consegui um encaixe. A médica mandou medicar ele antes de examinar, eu  falei que ele estava ruim, com febre, daí ele foi medicado com soro e alguns medicamentos  e fomos liberados”, conta o pai.

Após o primeiro atendimento a criança melhorou os sintomas que estava sentido.  Nos dias seguintes, David brincou com os primos e não apresentou quadro de febre. Marcos David Silva trabalha como taxista em São Paulo e retornou para a capital no domingo. Segundo ele, o filho estava bem, a criança ficou com a mãe e os outros dois irmãos.

De acordo com Marcos David, na segunda-feira (25), a criança mandou mensagens a ele reclamando de dores na lombar e questionou o que poderia ser.

“Eu fui embora no domingo ele estava bem, quando foi na segunda-feira, ele começou a reclamar de uma dor na região lombar. Ele mandou mensagem pra mim e falou ‘Pai que doença é essa que dá uma dor no bumbum?’, eu falei que não sabia e pedi para falar com a minha esposa para levá-lo ao médico”, conta.

Dolores Emiliana de Godoi levou o filho até a  Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim das Oliveiras. O médico da unidade teria dito que era uma inflamação no nervo ciático.

“O médico falou que o David estava com o nervo ciático inflamado, daí passou dipirona,um antiiflamatório e receitou compressa de água quente, foi feito isso, mas as dores só pioravam”, conta o pai.

De acordo com o pai, nesta quarta-feira (27), a criança foi levada novamente à UPA do Jardim das Oliveiras e o médico teria dito novamente que era nervo ciático. A criança foi medicada e libera. No dia seguinte, na quinta-feira à noite, a mãe retornou com a criança para a unidade médica.

“Na quinta ele acordou até melhor, mas chegou no final da tarde ele começou a ficar ruim e corri com ele para o médico. Ele falava pra mim que não sentia as pernas e braços. No hospital perguntaram se ele tinha batido a barriga porque estava dura”, conta a mãe.

De acordo com Marcos, o médico disse que estava com suspeita  de que a criança teria sido abusada sexualmente.

“Mas ele não foi abusado, ninguém desgrudava dele. A mãe dos meus filhos fica 24h com eles. O médico teve esta suspeita porque  ele já tinha feito besteira e falou isso para justificar a besteira  que ele fez”, conta.

A família contou que a médica legista afirmou que a morte foi causada por infecção generalizada e problemas pulmonares. O laudo do IML ficará pronto em 30 dias.

O caso será investigado pela polícia.

Em nota a Secretaria Municipal da Saúde disse ” A UPA Região Norte informa que o menor David Godoi Silva deu entrada naquela unidade no dia 28 de setembro às 19h53, com história de dor abdominal intensa, iniciada naquele dia, e já apresentando sinais de choque hipovolêmico e abdome agudo, evoluindo rapidamente com parada cardiopulmonar. Foram realizadas manobras de ressuscitação cardiopulmonar por mais de uma hora consecutiva, sem sucesso. As causas do óbito serão constatadas pelo Instituto Médico Legal (IML).Será aberta uma sindicância pela Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto”.

Por Mariane Dias 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS