Rio Preto: Colecionador pode superar recorde de consoles e retro computadores gamers

Com coleção de consoles e retro computadores gamers, Alex Mamed promete superar o próprio recorde brasileiro

 

Evento acontece neste sábado (27) em Rio Preto. Diretor do RankBrasil fará a contagem dos itens

O colecionador Alex Mamed promete superar seu próprio recorde de maior coleção de consoles e retro computadores gamers. Ele obteve o título pela primeira vez em 2013, com 300 consoles e superou em 2017 ao mostrar 365 itens.

O diretor do RankBrasil, Luciano Cadari, estará presente para fazer a contagem dos consoles e possivelmente registrar a nova marca. Na oportunidade, também vai entregar os troféus de superação referentes aos anos de 2014, 2015, 2016 e 2018. Caso Mamed quebre novamente o próprio recorde em 2019, ele se tornará heptacampeão no RankBrasil.

“É uma sensação de reconhecimento de anos de dedicação e amor pelo que faço. Sinto que carrego a responsabilidade de manter a história viva para futuras gerações. Isso só foi possível, graças à colaboração de muitos amigos, familiares e principalmente de Deus”, conta Mamed.

Natural da capital paulista, Mamed começou a colecionar videogames no início dos anos 90. Ao fechar uma locadora de games ficou com seis consoles iguais, resolveu trocá-los por outros diferentes e então decidiu colecionar. O primeiro item foi um Atari 2600 que veio do Paraguai e só dava para jogar em preto e branco, devido ao sistema diferente do Brasil.

Para adquirir os consoles, o colecionador pesquisa e compra em sites de vendas, feiras de games, anúncios em jornais e revistas, e negocia com amigos colecionadores. De acordo com ele, 90% dos itens estão em perfeito funcionamento, dos mais novos até os mais antigos.

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS