Rio-pretenses são enganados, vendem carros e ficam sem receber

Mais duas pessoas caíram no golpe da venda on-line e ficaram sem o dinheiro e sem os automóveis. O prejuízo total é de R$ 42,6 mil.

Ambas as vítimas anunciaram os veículos no site OLX e foram procuradas por golpistas que enviaram falsos comprovantes de depósito em cheques, fazendo a transferência de propriedade para terceiros.

No dia 4 deste mês, a dona de casa I.A.S., 45, moradora do Jardim Cristina, anunciou o Crossfox 2005/2006, de cor preta, placas de Ipiguá, no site de compra e vendas e foi procurada por um homem que se identificou como M.S.B.B., combinando o valor de R$ 17,8 mil.

O golpista enviou pelo aplicativo Whatsapp um suposto depósito bancário em favor da vítima, que foi até o cartório e transferiu o carro para o nome de um garagista, o qual alegou que pagou R$ 15 mil pelo automóvel, depositados em conta corrente de uma mulher com as iniciais L.R.F.

O Crossfox está à venda na loja do comerciante, segundo a denunciante, que registrou boletim de estelionato nesta segunda-feira. O cheque que ela recebeu não foi compensado por divergência de assinatura.

Nesta terça-feira, foi a vez do pedreiro D.S., 52, residente no Jardim Etemp, procurar a polícia. Ele colocou à venda na OLX uma VW Saveiro, branca, 2011/2012, e no dia 3 de setembro foi procurado por um estelionatário, identificado como ‘Cristiano’, que acertou a compra por R$ 24,8 mil.

Depois de receber o falso comprovante de depósito em cheque, pelo aplicativo de celular, a vítima transferiu a picape para o nome de uma desconhecida, com iniciais M.F.O.C.

Como não houve a compensação do cheque, o pedreiro tentou contato com o golpista, que desapareceu. Os veículos foram bloqueados enquanto a polícia segue com as diligências.

Daniele JAMMAL

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS