Rio-pretense relata situação pós furacão Irma

Dois dias depois da passagem do furacão Irma pelo estado da Flórida, onde deixou pelo menos sete milhões de pessoas sem energia elétrica, além de causar outros inúmeros estragos, os moradores e turistas de Miami Beach e Miami, duas das cidades atingidas, começaram a retomar suas vidas.

De acordo com relatos da jornalista rio-pretense Amanda Baruffi, que está em Miami Beach, os estabelecimentos e serviços da cidade estão sendo reabertos aos poucos.
“Miami Beach foi aberta hoje (ontem) para os moradores e turistas. Alguns bares e restaurantes estão reabrindo aos poucos. Como a região é bem arborizada, sofreu mais danos, casas com vidros quebrados, muitas árvores quebradas e motos que foram arrastadas durante a passagem dos ventos do Irma”, contou Amanda Baruffi.
Segundo a rio-pretense, existe uma espécie de força-tarefa local entre polícia, caminhões de lixo e moradores, se empenhando para que até hoje a cidade volte ao normal.

“Em Miami Beach não voltou a energia em algumas casas e a saída de algumas famílias foi acender a churrasqueira para fazer comida, mas, no geral, fiquei impressionada como um país de primeiro mundo, como os Estados Unidos, se recupera rapidamente após a passagem de uma tempestade, que foi o Irma”, disse.

Em Miami, Amanda não teve um encontro direto com o furacão, mas, mesmo assim, os ventos atingiram em cheio a cidade. “Ele não chegou a passar aqui (Miami), mas sentimos ventos acima de 200 km/h, que causaram danos na cidade e, mais precisamente em Miami Beach, onde parte da cidade está sem energia, ainda muito alagada, com muitas árvores caídas e motos que foram arrastadas por quarteirões”, finaliza a jornalista.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS