Reuniões debatem transporte de cargas perigosas

A Defesa Civil de Rio Preto realizou na primeira quinzena de março, reuniões com as subcomissões de “Prevenção” e “Resposta”, grupos voltados a planejar ações para evitar acidentes de trânsito rodoviário e urbano com caminhões que transportam cargas químicas perigosas.

O objetivo dos encontros é planejar a implantação de sinalizações específicas, campanhas educativas junto aos órgãos formadores de condutores de transportes de Produtos Perigosos, além ações para eliminar o risco de vazamento de produtos químicos com a criação de bacias de contenção nos viadutos da BR – 153, que podem ser feitas, por exemplo, com sacos de areias armazenados em containers ao longo dos córregos.

Também foi ministrada palestra pelos bombeiros de Rio Preto orientando como proceder de forma organizada e padronizada o atendimento de ocorrência de grande porte e otimizar o emprego das forças de todas as agências, transportadoras e destinatários dessas cargas envolvidos no atendimento de emergência envolvendo carga perigosa.

Segundo o Coronel Carlos Lamin, Diretor da Defesa Civil, o envolvimento de várias agências demonstra o grau de responsabilidade e maturidade que órgãos públicos e privados possuem com o bem público que é a nossa água e pessoas. “Todos estão de parabéns”, concluiu.

Além da Defesa Civil participaram das reuniões as secretarias de Meio Ambiente, Planejamento, Serviços Gerais, Trânsito, a Guarda Civil Municipal, o Semae, a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, polícias Ambiental e Rodoviária Estadual, a Polícia Rodoviária Federal, Ibama, Cetesb, Unesp, Dnit, DER, um representante do PAM (Plano de Auxílio Mútuo das Bases de Armazenamento de Combustíveis), Ajato, JD Cocenza, além das concessionárias do transporte Rumo, Triângulo do Sol e Triunfo.

Da REDAÇÃO

Fonte: Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS