Retomada no setor industrial traz perspectivas de fim da recessão

No mês de outubro foram criados 400 postos de trabalho em Rio Preto e Região, de acordo com pesquisa divulgada pelo Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo). Os dados apontam para uma possível retomada do setor na economia, que finalmente volta a fechar o mês no azul.

Segundo a pesquisa, o resultado no mês de outubro fechou em 0,43%, já o acumulado do ano (de janeiro a outubro) apresentou números ainda melhores, com alta de 1,04% e a geração de aproximadamente 900 vagas de trabalho. No acumulado dos últimos 12 meses, os índices ainda apresentaram resquícios da crise econômica e fecharam em queda de 2,09%, o que representou o fechamento de 1.850 postos de trabalho.

O diretor titular do Ciesp Noroeste Paulista, Luiz Fernando Lucas, afirma que ainda no primeiro semestre de 2017 os números eram negativos. A recessão que atingiu todos os setores da economia, também fez com que vários empregos fossem fechados na indústria, nos últimos três anos de crise. Porém nos últimos três meses, o setor industrial vem registrando resultados positivos, mesmo que pequenos, mas que não estão mais em queda. A perspectiva é de que a boa tendência deva continuar para os resultados dos próximos meses e também para 2018. “Apesar de pequenos e ainda poucos meses, a gente já tem alguns indícios claros de que a gente saiu daquela rota de declínio. Evidentemente que os dados variam, então para gente ter certeza de que essa tendência vai continuar, os próximos meses que vão nos mostrar isso. Mas esses últimos três meses de acumulado de crescimento, mostram uma tendência e que aquela grande recessão pode estar ficando para trás. A gente vê uma boa chance de começar a trajetória de crescimento, que é apenas o retorno aos patamares pré crise”, disse o diretor.

Por Rio Preto o nível de emprego industrial no mês de outubro foi influenciado pelas variações positivas dos setores de Móveis, com alta de 2,26%; Veículos Automotores e Autopeças, com 4,35%; Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos, com 2,48% de alta e o setor de produtos alimentícios, com crescimento de 0,37% na geração de empregos. De acordo com o levantamento, esses foram os setores que mais influenciaram no cálculo do indicador total da região.

Para o diretor do Ciesp, tais dados representam a retomada da economia, além da população voltando a consumir. “Basicamente é a retomada da economia, porque muitos dos empregos hoje são reposição de postos que foram eliminados durante a recessão, porém o que de fato mede neste momento o aumento de emprego é a retomada do crescimento. Novas pessoas consumindo, o varejo fazendo pedidos e a indústria tem que produzir. E o que dá mais sinais nesse momento é essa retomada da atividade economia de maneira mais saudável”, concluiu Lucas. (Colaborou: Luna Kfouri)

 

Por Priscila Carvalho

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS