Rematrícula escolar exige atenção dos pais para escolha da melhor instituição

"É importante que haja dificuldade, importante que a criança não se adapte, até mesmo o bullying é importante. A gente vive numa ótica de que devemos afastar o indivíduo do conflito" - Relato - Psicólogo Marcus Vinícuis (Foto: Guilherme Batista)

Psicólogo Marcus Vinícius, afirma que é essencial que os pais estejam atentos ao ambiente escolar em que o filho vai estudar nos próximos anos. Segundo ele, até situações de conflitos são consideradas positivas para preparação da criança

Junto com o final do ano chega também o período de rematrícula escolar e muitos pais precisam estar atentos na escolha da melhor escola para os filhos. Será no ambiente educacional em que os estudantes passarão boa parte do tempo aprendendo, fazendo novas descobertas e moldando o cidadão que chegará a fase adulta.

De acordo com o psicólogo Marcus Vinicius, há três fatores fundamentais que devem ser levados em consideração na hora da escolha de uma instituição de ensino. “Eu elenco essas três: consciência ambiental, consciência social e direitos humanos. Se uma escola está fundamentada nesse tripé ela hoje está preparada para receber um adolescente e trabalhar a formação dele”, afirmou.

O psicólogo explica que situações conflitantes, até mesmo no ambiente escolar, são importantes no processo de fortalecimento psicológico do indivíduo. “É importante que haja dificuldade, importante que a criança não se adapte, até mesmo o bullying é importante. A gente vive numa ótica de que devemos afastar o indivíduo do conflito. Mas o que fortalece o psicológico do indivíduo é exatamente a relação que ele tem com o conflito, pois assim terá mais teste para lidar com a resistência psicológica”, explicou.

Ele ainda destaca que dentre o processo de formação do indivíduo, na qual além da família a escola também auxilia, há outros quatro pilares fundamentais. “Há quatro coisas principais nesse processo, a primeira é a vivência em que se cria um grau de experiência, dessas duas te levam a um terceiro caminho que é a aprendizagem, essa aprendizagem te leva à maturidade, que é quando a pessoa já está num grau de preparo melhor para lidar com as situações”, disse.

Preocupada com a formação tanto educacional quanto social das duas filhas, Sofia Baroni de 12 anos e Vitória Baroni de 17 anos, a empresária Tatiane Baroni pesquisou muito antes de decidir matricular as duas num mesmo colégio particular em Rio Preto. “Visamos um colégio que tivesse a ver com as nossas filhas e estilo de vida da nossa família. Levamos em conta não somente a parte pedagógica, mas sim uma instituição de ensino que também ensine valores e estimule o desenvolvimento cognitivo físico e social. Acho primordial no mundo em que vivemos hoje, que estes valores sejam discutidos em sala de aula”, determinou Baroni.

Fonte: Priscila Carvalho – Redação jornal DHoje Interior 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS