Reds chegam ao topo do mundo

O sonho do Flamengo de conquistar o bicampeonato mundial acabou não se concretizando neste sábado (21). Com um gol do atacante brasileiro Roberto Firmino, o Liverpool bateu a equipe carioca por um a zero na prorrogação. Está é a primeira vez que os Reds conquistam o Mundial de Clubes. Em outras oportunidades, o time inglês já havia sido derrotado pelo São Paulo e pelo próprio Flamengo.

Como esperado, o Liverpool começou melhor na partida, conseguindo emplacar três finalizações perigosas em menos de dez minutos. No entanto, com o passar do tempo, o Flamengo equilibrou o jogo e até chegou a ser superior. O Rubro Negro tinha mais posse de bola e levava perigo pelas pontas, principalmente com Bruno Henrique. Na defesa, Rodrigo Caio fazia uma grande partida, enquanto que os craques Salah e Mané pouco produziam para o time inglês.

No segundo tempo, o roteiro se repetiu, com o Liverpool pressionando bastante nos primeiros minutos. Em uma jogada de Firmino, o atacante acabou acertando de Diego Alves. O Flamengo respondeu com Gabigol tentando uma bicicleta e obrigando Alisson a fazer uma boa defesa. No entanto, ao substituir Arrascaeta e Everton Ribeiro por Vitinho e Diego, o time carioca acabou perdendo força no meio-campo. Aos 45 minutos, Mané recebeu livre na cara do gol, mas Rafinha impediu o chute com um carrinho. O árbitro marcou pênalti, mas acabou mudando a marcação após consultar o VAR.

Com o zero a zero persistindo no placar, o jogo foi para prorrogação. Com os jogadores desgastados, o Flamengo pouco conseguia ficar com a bola. Em um contra ataque, Mané recebeu no mano a mano com Pablo Marí e rolou para Firmino, que driblou Diego Alves e Rodrigo Caio antes de marcar para o Liverpool. O Flamengo teve até chance de empatar no segundo tempo da prorrogação com o Lincoln, que recebeu livre na entrada da área e acabou isolando.

Com o título conquistado, o Liverpool passa a ser a segunda equipe inglesa a conquistar o Mundial. O Manchester United havia vencido as edições de 1999 e 2008. Já os sul-americanos seguem no incômodo jejum de sete anos sem vencer o Mundial. O último clube campeão da Libertadores que conseguiu bater os europeus foi o Corinthians em 2012, quando derrotou o Chelsea por um a zero.

Vinicius Lima

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS