RECORDE: Chuva em duas semanas é maior que em fevereiro do ano passado

As pancadas de chuvas de fevereiro deste ano já superam o acumulado do mesmo período de 2019, em Rio Preto. Só nas primeiras duas semanas do mês já choveu 178 milímetros. Em todo o mês de fevereiro do ano passado, foram 162 milímetros. Os dados são do índice pluviométrico do Semae (Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto).

Devido à previsão meteorológica de chuvas com grandes volumes pluviométricos, integrantes da Defesa Civil de Rio Preto e o Corpo de Bombeiros participaram na manhã desta quarta-feira (12) de debate junto à Defesa Civil do Estado para a criação de estratégias e troca de experiências na atuação em caso de enchentes.

O evento, que ocorreu por meio de videoconferência, discutiu formas de atuação em grandes enchentes, já que são previstas pancadas de chuva ao longo dos próximos dois meses.

A experiência vivida pela Defesa Civil de São Paulo e o Corpo de Bombeiros nas enchentes decorrentes das fortes chuvas na capital paulista no início desta semana também serviram de parâmetro para o planejamento de novas estratégias.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Rio Preto, coronel Carlos Lamin, a interação veio após um convite da coordenadoria do órgão estadual.

“Desde 2017, nós fazemos essa troca de experiências e levantamos na cidade e apontamos locais que necessitam de alguma intervenção. Exemplo disso é o cruzamento da avenida Bady Bassitt com a rua Pedro Amaral, onde eram registrados enchentes todos os anos e, em 2020, ainda não tivemos nenhum problema”, conta.

Outro fator que faz com que a cidade e os moradores permanecessem preparados e atentos aos temporais são os alertas disparados pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil.

“Na semana passada, fomos comunicados de que a região poderia receber nos dias 10 e 11 um volume médio de 60 milímetros. Nós ficamos em alerta, mas acabou chovendo apenas 20 milímetros em Rio Preto. Isso significa que temos como estar alertas e prontos para atuar quando necessário”, concluiu Lamin.

 

Por Vinicius LOPES

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS