Recasamento exige maturidade e dedicação para dar certo

Você, provavelmente, conhece algum casal formado por pessoas que tiveram casamentos anteriores. O chamado recasamento é um relacionamento em que um dos parceiros ou ambos já se casaram anteriormente. Segundo dados de registro civil do IBGE de 2014, 23,6% dos casamentos registrados foram considerados recasamentos. Ainda segundo a instituição, essa taxa vem crescendo ao longo dos anos.

A especialista Thays Ferreira explica os traumas causados após o término. “Os traumas dependem do tempo de conivência e do tamanho do afeto do casal, se mais tempo juntos e com mais sentimentos, a dificuldade será maior, mas se o casal já não tinha um relacionamento saudável o transtorno será menor” afirma.

Durante a separação o casal passa pelo processo do luto que possuem cinco estágios: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação. Em casos de dependência do parceiro, uma das partes podem ter problemas até mesmo de identidade, o famoso ‘o que vai ser de mim sem ele (a)?’

A conclusão do processo de luto se dá quando você se abre a novos relacionamentos, pois só se consegue ser feliz com um companheiro, quando você esta bem com sigo mesmo.

A psicóloga aconselha a não manter expectativas do relacionamento passado, no que se inicia, “Pois nenhuma pessoa é igual a outra e depois que passa pelo processo de luto, todos têm mudanças”, afirma Ferreira.

Fabiola e Claudecir hoje formam uma linda família com quatro filhos, dois do marido, um da esposa e agora uma menina fruto do relacionamento atual do casal. Apesar de todos os problemas que causou a separação nos casamentos passados, eles encontraram um no outro a base e a confiança para tentar novamente um relacionamento.

“Me apaixonei pela forma com que ele me tratava e tratava as crianças, mesmo antes de começarmos a namorar”

“O sucesso do casamento esta em não colocar uma expectativa em cima do novo companheiro e não ter medo de ser feliz”, finaliza Ferreira. (Colaborou: Thais LOBATO)

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS