Raul Marques lança dois livros infantis neste sábado

O escritor rio-pretense Raul Marques lança neste sábado, dia 18, no Riopreto Shopping, dois livros infantis: ‘A revolução das crianças’ e ‘O menino que reinventou o mundo’, que trazem duas temáticas diferentes. O lançamento acontece das 16h às 19h.

Apesar de ser um livro infantil, ‘A revolução das crianças’ fala sobre a imigração, um tema que Raul acredita que deve ser trabalhado desde cedo com as crianças.
“A história foi criada após sucessivas mortes de refugiados na Europa e a vinda de haitianos para o Brasil, em busca de uma vida mais digna, e a morte do garoto Alan Kurdi, no ano de 2015, na Turquia”, afirma Raul.

Alan Kurdi foi um menino sírio de três anos que morreu afogado em uma praia da Turquia. As fotos do momento em que a criança foi encontrada chocaram o mundo todo e geraram uma infinidade de discussões acerca da crise humanitária síria.
“Com essas influências, criei uma narrativa para incentivar a criança a receber, com humanidade, tanto os colegas que vieram de outros países como os que mudaram de estado, de cidade e até de escola. A adaptação dos novos amiguinhos, vindos dos mais variados destinos, pode ser facilitada quando as mãos são estendidas, os sorrisos oferecidos e os abraços dados, sem preconceito. Com amor, carinho, alegria, paciência, respeito, compreensão e atenção, o mundo pode ser bem melhor para todos”.

A obra venceu o Prêmio Nelson Seixas de Literatura de 2019, da Prefeitura de São José do Rio Preto, foi ilustrada por Vanessa Alexandre e editada pela Penalux.
Já o livro ‘O menino que reinventou o mundo’ foi inspirado no filho de Raul, o João Pedro, de 4 anos. “Ao observá-lo no dia a dia, notei que as crianças não precisam de grandiosa infraestrutura, com dispendioso custo financeiro, para brincar, aprender e se divertir”, afirma.

A obra narra as aventuras de João, um menino esperto e criativo que desenvolve brinquedos lúdicos ao usar algo simples e sempre à disposição: a imaginação. João apresenta, com exemplos práticos do seu cotidiano, como é possível transformar uma meia em bola de futebol, a cortina em esconderijo e um cobertor grande em cabana.

“O público infantil é bombardeado em todas as plataformas com sucessivos lançamentos de brinquedos, de novas tecnologias e de objetos que, muitas vezes, não acrescentam muita coisa. É possível se divertir de outras formas”, frisa.
O livro também oferece ferramentas aos pais e responsáveis sobre a necessidade de incentivar a criança a brincar. Com ilustrações de Felipe Tognoli e edição do Grupo Editorial Letramento, a obra venceu o Prêmio Proac Municípios/Nelson Seixas, realizado pela Prefeitura de São José do Rio Preto em parceria com o Governo do Estado.

 

saiba mais

Paixão pelas palavras

Raul Marques nasceu em São Paulo e mora no interior paulista há 20 anos. É formado em jornalismo e trabalhou como repórter durante 12 anos.

“A maior parte do tempo me ocupei em contar histórias humanas. Nesse período, publiquei dois livros de poesia, mas sem projeto de me dedicar integralmente aos livros. Quando deixei o jornalismo, não sabia exatamente qual caminho seguir. O próprio mercado, no entanto, me procurou para escrever grandes histórias, só que em livro. Assim, continuei a desempenhar a mesma missão”, afirma.

O autor tem 15 livros publicados, sendo três infantis e outros sobre poesia, biografia e crônica. “Gosto de me sentir livre para escolher o melhor formato para dizer o que pretendo. Assim, não fico preso a nenhum gênero. Meu trabalho, essencialmente, tem duas vertentes principais: os livros autorais e os que escrevo sob encomenda. Pretendo publicar mais literatura – tanto infantil como adulta. Sinto uma realização especial ao escrever para crianças e, assim, incentivar a leitura desde cedo”.
Recentemente, em dezembro de 2019, Raul lançou em São Paulo e São José do Rio Preto uma biografia sobre o locutor de rodeios Asa Branca.

Mais de 50 pessoas foram entrevistadas, entre as quais os cantores Sérgio Reis e Capataz, o ex-jogador Luizão, a apresentadora Sônia Abrão, o locutor Marco Brasil, o ex-árbitro Oscar Roberto Godoy e a dançarina Rita Cadillac.

“A biografia ‘Asa Branca – O Livro’ refaz a história do locutor sem qualquer censura, defesa ou julgamento. Até porque, com Asa Branca, não existe meio-termo: sua figura nunca passa incólume”, finaliza.

Por Ingrid Guareschi

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS