Publicitário faz palestras sobre doação de órgãos após três transplantes

Pode dizer que ele já nasceu diversas vezes. 21 pra ser mais exato. Com 60 anos, publicitário, escritor, palestrante e pai de três de filhos, Alexandre Barroso já passou por três transplantes, dois de fígado e um de rim, e ficou em estado de coma 21 vezes.

Tudo começou em 2008, quando ele foi diagnosticado com um estágio avançado de Hepatite C, com três nódulos cancerígenos. Foram dois anos de espera até encontrar um fígado compatível. O transplante foi realizado, só que depois de um tempo, seu corpo começou a rejeitar o novo órgão, que entrou em falência.

“Passei a fazer diálise e retornei para a fila de transplante”, relembra. Neste período, Alexandre viu seus rins pararem por causa da sobrecarga e, desta vez, não era só de um fígado que ele precisava. Dois órgãos eram necessários para que o publicitário pudesse viver. Sua casa acabou se tornando o hospital.

Durante esse tempo, além de ter visto a morte várias vezes, ele teve outras complicações que resultaram em 11 cirurgias. Em uma dessas experiências de quase morte, ele decidiu que se tivesse a oportunidade de voltar, falaria de amor, de vida. Seis meses depois do último coma, em junho de 2011, chegaram o fígado e os rins que Alexandre tanto esperava. A doadora foi uma menina de 13 anos.

Quando entrou para o mundo das pessoas que receberam transplantes, Alexandre se tornou um entusiasta da causa. Ele criou uma rede de amigos e com a ajuda da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), tem percorrido todo o Brasil para falar aos profissionais de saúde sobre a importância deles na sensibilização das famílias para doação de órgãos por meio do projeto ‘Jornada Asas do Bem’. “Falar de doação de órgãos não é falar sobre morte, é falar sobre vida e renascimento”, contou.

Alexandre também conta sua história no livro ‘A última vez que morri – Uma história real sobre vida, morte e renascimento’ e, salienta que que seu objetivo não é reviver os momentos difíceis, mas compartilhar suas experiências e conscientizar as pessoas em se tornar doador.

Nesta quarta-feira, 14, ele participa do Simpósio 10° Simpósio de Transplantes de Órgãos e Tecidos, que será realizado no Anfiteatro Fleury da Famerp (Faculdade de Medicina de Rio Preto). O evento é realizado pela Liga de Transplantes de Órgãos e Tecidos da Faculdade de Medicina da Famerp.

Serviço
10º Simpósio de Transplantes de Órgãos e Tecidos
A programação conta também com a participação de professores da faculdade. Confira o cronograma de palestras:
19h – 19h30: Credenciamento
19h30 – 19h45: Abertura – Dr. Picollo
19h45 – 20h45: Jornada Asas do bem, com a palestra ‘A Última Vez que Morri’ – Alexandre Barroso
20h45 – 21h30: ‘Transplante Cardíaco Pediátrico’ – Dra. Alexandra Siscar Barufi
21h30 – 22h15: ‘Equipe Multidisciplinar e o Papel do Enfermeiro no Transplante’ – Enfa. Ana Carolina Brecher de Souza

Por Vinícius LOPES

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS