Projeto Guri abre inscrições para o MOVE, intercâmbio musical na Noruega, Malawi e Moçambique

Em agosto de 2018, seis jovens músicos entre 18 e 25 anos de idade irão para a Noruega, Malawi e Moçambique (sendo dois para cada país) como participantes de um intercâmbio internacional promovido pela Amigos do Guri – organização social que faz a gestão do Projeto Guri – programa da Secretaria da Cultura do Estado – no interior e litoral de São Paulo. Nos três países, os jovens selecionados permanecerão por 10 meses e terão a oportunidade de atuar como voluntários em projetos musicais, sociais e culturais – como festivais, competições e capacitações. Os interessados devem realizar a inscrição de 18 de janeiro a 18 de fevereiro, pelo site www.projetoguri.com.br.

Musicians and Organizers Volunteer Exchange (MOVE) é um programa de intercâmbio e voluntariado entre as organizações musicais JM Norway, Music Crossroads Malawi, Music Crossroads Moçambique e Amigos do Guri, membros da Jeunesses Musicales International (associação sediada na Bélgica que reúne diversas organizações musicais em cerca de 70 países). Desde 2015, esta iniciativa já beneficiou 14 jovens brasileiros.

O programa, custeado pelas forças de paz da Noruega (Fredskorpset – FK Norway), envia jovens dos países participantes para intercâmbios com o intuito de desenvolver novas habilidades individuais, interpessoais e culturais, ampliando e enriquecendo também as referências das comunidades onde eles desenvolvem projetos e atividades transformadoras.

Para concorrer é necessário:

_ Ser aluno, ex-aluno ou educadores da Amigos do Guri, com participação/atuação comprovada de pelo menos 18 meses do Projeto Guri do litoral ou interior;

_ Ter no mínimo 18 anos e no máximo 25 anos (completos em janeiro de 2018), com participação/atuação comprovada de pelo menos 18 meses na instituição;

_ Comprovar atuação no âmbito da música por meio de carta de recomendação do  educador ou do empregador da instituição frequentada;

_ Apresentar certidão de quitação eleitoral (http://www.tse.jus.br/eleitor/servicos/certidoes/certidao-de-quitacao-eleitoral).

Os candidatos passarão por uma pré-seleção, seguida de uma entrevista e testes, nos quais serão avaliados segundo os seguintes critérios: responsabilidade, habilidade musical, comunicação e atributos pessoais.

Atualmente, participam do intercâmbio os brasileiros Karoline Ribas e Gabriel Fabiano, no Malawi; Renan Castro Dias e Marcelo Brito, em Moçambique; e Igor Crecci e Cintia Galan, na Noruega. Aqui no Brasil, os estrangeiros moram e desenvolvem atividades em duas cidades paulistas: Valentino Salimo (Moçambique), Waliko Gondwe (Malawi) e Kristoffer Dokka (Noruega) permanecem em São Carlos; e Calisto Ricardo (Moçambique), John Mchiswe (Malawi) e Hannah Larsen (Noruega) em São José dos Campos.

Inscrição: os interessados devem preencher o formulário, disponível no site do Guri durante o período de inscrição, e enviar os documentos e materiais solicitados pela instituição. Mais informações e regulamento em breve, no site www.projetoguri.org.br

No Brasil, Intercambistas estrangeiros visitam praia de São Sebastião

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Mais de 49 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu cerca de 650 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri
A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Da REDAÇÃO

 

SEM COMENTÁRIOS