Produto Interno Bruto tem previsão de crescimento abaixo de 2,8%

Divulgação

Segundo o Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira (30), a expectativa de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) este ano segue em 2,75%. Já para o próximo ano, o mercado manteve a previsão de alta do PIB de 3%.

Economista rio-pretense, Raphael Tavares Mantovani, diz que dificilmente esses números irão mudar. “Para esse ano, os analistas do relatório Focus mantiveram a expectativa de inflação e crescimento ainda abaixo de 2,8%. Então, nós devemos caminhar para um PIB no final de 2018 na casa de 2,3%, até 2,5%. Dificilmente teremos um número pior que esse”, afirmou.

“É importante ressaltar que no país, infelizmente, apesar das estimativas estarem sendo mantidas, a economia ainda está patinando e será assim até 2019 por causa das eleições e do cenário externo de guerras comerciais e possíveis conflitos armados entre países que enfrentam guerras civis com apoio de americanos e russos”, ressaltou o economista.

De acordo com Mantovani, neste ano, mesmo de forma lenta, uma parte da recuperação de vir da indústria e do consumo, que ainda está derrapando, por conta do desemprego “Nós precisaríamos crescer mais rápido para recuperar o tombo que o Brasil levou de sete andares, em um período de dois anos”, explicou ele, que finalizou.

“O que preocupa, pelo menos a médio prazo, é a inflação a partir de 2019. Temos uma expectativa de elevação da inflação, não muito, mas uma elevação que venha mais pelo cenário externo em relação a moeda internacional. Então, ainda depende muito do que vai acontecer na eleição e também no cenário externo, porque um dólar mais caro, em algum momento vai respingar na inflação”, concluiu.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS