Procura por ovos de Páscoa cresce e gera renda extra

A Páscoa será no dia 12 de abril e com ela surgem os famosos ovos de chocolate que, com o tempo, foram ganhando formatos e recheios diferenciados. São trufados, de colher, com frutas.

Além de ser uma tradição em nosso país é o momento de inovar e conseguir uma renda extra. A fabricação de ovos caseiros tem sido cada vez mais valorizada pelos consumidores, até mesmo pela questão do preço que geralmente sai mais em conta em relação aos produtos industrializados.

Dhoje Interior

Paula Munhoz Alves da Silva, tem 29 anos e é Chef. Confeiteira, moradora em Olímpia, mas é neste período que ela aproveita para aumentar o seu faturamento.

“Essa é a melhor época do ano pra mim, consigo tirar um extra. Esse é o quarto ano que faço ovos de Páscoa de colher”, afirma.

Paula começou a fazer os ovos nesta última semana de março e pegará novas encomendas até o dia 8 de abril.

Sobre o coronavírus, ela frisa que “por conta da pandemia os pedidos diminuíram um pouco, mas mesmo assim estou tendo bastante procura, e está bem difícil ter acesso às mercadorias para Páscoa porque todas as lojas estão fechadas. Dificulta o meu trabalho”.

Os valores são variados: de R$ 65 o tradicional a R$ 86 que são os ovos gourmet. “Eu faço os tradicionais de brigadeiro, ninho, beijinho, maracujá, nutella. E os gourmet que são o que mais estão saindo, casca brownie com ninho nutella, cheescake e frutas vermelhas e o red velvet com fros cream” salienta Paula.

Faltando alguns dias para a Páscoa, ela acredita que ainda terá mais procura. “Mais próximo da data é possível que tenha mais pedido. Estou feliz com as encomendas. Foi mais que esperado, devido à pandemia, por mais que tenha diminuído um pouco”, conclui Paula.

Isabela MARTINS