Procon recebe denúncias de cobranças abusivas

Foto: Guilherme Batista

Com a crescente procura por álcool gel e máscaras cirúrgicas, devido a pandemia do coronavírus, o consumidor tem notado um aumento nos preços destes produtos nas farmácias e mercados. Visando combater as cobranças abusivas, o Procon pediu para que a população denuncie os estabelecimentos para que a fiscalização atue.

“O Procon de São Paulo está cuidando dos casos. Aqui em Rio Preto houve sete denúncias. Uma delas foi analisada e estava dentro da margem. Infelizmente os próprios fornecedores estão aumentando antes de vender aos mercados e farmácias, e estes estabelecimentos acabam aumentando também por tabela”, explicou o diretor do Procon de São José do Rio Preto, Arnaldo Vieira.

Dhoje Interior

O diretor ainda explica quais são os critérios para considerar para o preço de um produto ser considerado abusivo. “Geralmente a margem de lucro de medicamentos é de 30% a 40%. Mas uma forma que utilizamos para descobrir se a cobrança está acima do normal é comparando preço do produto com o valor do mês anterior. Esse o aumento estiver muito maior, é considerado abusivo e o proprietário pode receber uma multa de 5% a 10% do faturamento”, concluiu Arnaldo.

Para realizar uma denúncia, o Procon de São Paulo orienta que os consumidores utilizem as redes sociais,  fazendo um post contando sobre o ocorrido e indicando o endereço do local. É necessário também marcar o @proconsp na publicação para que denúncia seja recebida e o órgão envie agentes fiscalizadores ao estabelecimento.

Vinicius Lima