Processo licitatório para atendimento do SAMU

Em vista do término do contrato no próximo 31 de agosto com a empresa Trevizan Solução em Terceirização – para prestação de serviços ao SAMU –, a Secretaria de Saúde abriu novo processo licitatório para manutenção dos trabalhos. A empresa Trevizan apresentou a proposta no valor de R$ 7.242.840,00, pelo prazo de um ano, o que representa o custo de R$ 603.570,00 mensais. A vencedora do certame, a Staffs Recursos Humanos Ltda, pelo mesmo trabalho, trouxe a oferta de R$ 4.721.137,20, consistindo em R$ 393.428,10 mensais. Assim, a proposta da Staffs foi inferior à da Trevizan no montante de R$ 2.521.702,80 e foi a vencedora, sendo homologada a licitação.

A empresa Trevizan alegou descumprimento do edital de licitação pela empresa vencedora, a Staffs, e interpôs mandado de segurança em primeira instância, obtendo a concessão de liminar, até análise final do processo.

Com recurso impetrado pela Prefeitura, o Tribunal de Justiça de São Paulo, através da 11ª Câmara de Direito Público, revogou a medida liminar concedida pela Justiça de Rio Preto para a Trevizan, podendo, a empresa Staffs assumir os serviços a serem prestados ao SAMU, sem qualquer prejuízo à população usuária dessa atenção de emergência.

 

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS