Primavera quente aquece vendas de ar-condicionado, ventiladores e gelados

FOTO GUILHERME BATISTA

Uma primavera com sensação termina de alto verão. Os rio-pretenses já estão acostumados com o calor e as altas temperaturas em qualquer época do ano. Porém, a Primavera, que teve início no fim de setembro (22), tem registrado índices altos nos termômetros que já atingiu 43 graus nesta estação do ano. Com o aumento da temperatura, alguns comerciantes já notaram uma maior procura por produtos que ajudam a amenizar o calor.

Empresários que vendem ar condicionados e ventiladores, por exemplo, disseram que o movimento cresceu nos últimos dias. Em meio a essa onda de calor, André Luiz Fernandes, assistente de gerência de uma loja de eletrodoméstico do Centro, ressaltou na melhora das vendas. “Nossas vendas aumentaram nos últimos 10 dias para cá. A grande procura dos clientes está nos aparelhos de ar-condicionado e ventiladores. A empresa reforçou todo estoque para atender essa demanda”, afirmou.

Para amenizar o calor dentro de casa, a cabeleireira Carolina Fernanda Gerônimo adquiriu um ar-condicionado. Segundo a cabeleireira, o aparelho de ar ajudará principalmente na hora do sono. “Está muito calor e é até ruim para dormir. Apenas com o ventilador, parece que acordamos indisposto. Além de refrigerar o quarto, com o ar-condicionado acredito que dormirei melhor”, ressalta Gerônimo.

Para atrair o consumidor, algumas lojas têm utilizado como tática a exposição dos ventiladores nas portas dos estabelecimentos e com cartazes de preços.

Refrescar
Outros setores que também estão aquecidos nessa época quente do ano, são setores de bebidas, alimentos gelados – como é o caso dos sorvetes. As aposentadas Maria Helena Oliva e Thereza Lipario disseram que têm o habito de frequentar o centro para compras. Entre uma ida e outro no local, no passeio das amigas não pode faltar o refrescante sorvete.

“Procuramos sempre tomar um sorvetinho, pois o calor está intenso. Já tinha tomado um sorvete na última terça-feira e um outro agora. É muito bom, mas não podemos nos descuidar da balança”, comenta a descontraída Maria Oliva.

Lanchonetes também têm comemorado o aumento nas vendas de refrigerantes, sucos, cerveja e água. Qualquer alternativa é válida para ‘driblar’ o calor e clima abafado. Promotora de crédito, Josiane dos Santos não dispensa de sua garrafinha de água. “Procuro beber água sempre, no serviço e fora dele”, disse.

No momento que foi abordada pela reportagem do DHoje, Josiane tinha em mãos uma garrafa de água. “Está muito quente. Nem com chuva está resolvendo. O jeito mesmo é se hidratar sempre e por isso não dispenso dela”, explica. Conteúdo especial: Vinícius MAIA

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS