Previsão aponta pancadas de chuvas em Rio Preto; Defesa Civil faz alerta

Mesmo com grande concentração de chuva, carros arriscam passagem em vias de Rio Preto. Defesa Civil recomenda atenção aos motoristas. (FOTOGUILHERME BATISTA )

Depois de dias quentes e temperatura elevada, a chuva voltou a cair em Rio Preto e provocar inundações e estragos pela cidade. O sinal de alerta deve ficar ligado entre os munícipes, já que a previsão do Instituto de Pesquisa Meteorológica de Bauru é de tempo instável e de pancadas de chuvas com descargas elétricas nos próximos dias na cidade e em todo estado.

A quarta-feira (10) deu mostras dessas condições. A rotatória da Represa, no sentido avenida Murchid Homsi, voltou a inundar e atrapalhar o fluxo de veículos no local. Trecho das obras na rodovia BR-153 teve parte da pista interditada diante do volume da chuva. Outros pontos e locais da cidade também sofreram danos provocados pelas pancadas da chuva desde terça-feira (9). Um muro que cerca o Ibilce, campus da Unesp, no Jardim Nazareth, não resistiu à pressão da enxurrada e veio abaixo.

O ginásio municipal Antônio Carlos Natalone, que fica na avenida Duque de Caxias, ficou alagado. Árvores foram derrubadas pela força da chuva, assim como, ocorrências de alagamentos em alguns pontos conhecidos. De acordo com a Defesa Civil, a cidade registrou média de 59 milímetros de chuva (na terça-feira). Em alguns lugares de Rio Preto, essa marca foi superior. Na Zona Norte, a chuva foi forte e chegou a mais de 75 mm, enquanto na Zona Sul, o menor índice: 32 mm. Diante desses números, a Defesa Civil alerta a população para adotar medidas preventivas principalmente no momento da chuva. Segundo o coronel Carlos Lamin, coordenador da Defesa Civil de Rio Preto, pontos conhecidos de inundações e alagamentos provocados pelas enxurradas devem ser evitados.

“A população tem que se precaver, tomar os devidos cuidados para se proteger da chuva. Para quem está dirigindo é melhor parar o veículo de preferência em um ponto alto da cidade e esperar, já que a tendência da água da chuva é escorrer para avenidas e outros pontos de alagamentos”, ressalta. Lamin explica que a recomendação é estacionar o veículo e se proteger da chuva. Para os pedestres evitarem lugares abertos e desprotegidos dos raios.

“A recomendação é parar o veículo e esperar o fim da chuva, já que essas pancadas nessa época do ano duram por volta de 15 a 20 minutos, e toda água acaba sendo escoada por meio da microdrenagem. Para quem trabalha na zona rural ou em campo aberto, as pessoas devem se proteger em locais cobertos e evitar exposições de raios e trovões”, orienta. Segundo a Defesa Civil, desde o começo do mês já choveu 100 milímetros no município, índice considerado bom pela autarquia.

Previsão Como nesses dois últimos dias, o Instituto de Pesquisa Meteorológica prevê pancadas de chuvas fortes nesta sexta-feira, em Rio Preto e cidades da região. Radares meteorológicos do IPMet detectaram chuvas fortes acompanhadas por descargas elétricas no estado de São Paulo, principalmente nos períodos da tarde e da noite. “A previsão é de tempo instável com pancadas de chuvas moderadas fortes para esta quinta-feira. A presença de baixas pressões no interior do continente e a aproximação de uma frente fria, manterão a condição de instabilidade sobre o estado de São Paulo, ocasionando a formação de muita nebulosidade e ocorrências de chuvas com trovoadas isoladas” Conteúdo especial: Vinícius MAIA

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS