PREVENÇÃO: Cadeirinha e cinto de segurança contribuem para salvar vidas

Dirigir com prudência e segurança são atitudes essenciais para que o cidadão não faça parte das estatísticas de acidentes de trânsito. Foto Divulgação

A educação sobre a segurança no trânsito para as crianças inicia-se com o comportamento dos adultos que estão próximos a elas, pois de nada adianta o adulto cobrar a utilização da cadeirinha pela criança, por exemplo, se ele não utilizar o cinto.
Com relação às dicas de viagem a Polícia Militar Rodoviária informa que os ocupantes de veículo, tanto adultos, como crianças, inclusive os passageiros no banco traseiro, devem usar o cinto de segurança.
No decorrer da viagem, caso o condutor sinta sono, ou cansaço físico, o ideal é parar o veículo em local seguro e descansar ou passar a direção para um dos passageiros habilitados e que esteja em condições adequadas para substituí-lo.
De acordo com o soldado da Polícia Militar, José de Oliveira, a velocidade máxima estipulada para uma via é um limite e não uma meta a ser atingida.
“A manobra de ultrapassagem é necessária para a boa fluidez do trânsito, pois os veículos não transitam na mesma velocidade. Conhecer as regras que regulam o assunto e obedecê-las é com certeza um grande passo para uma viagem tranquila e segura”, diz.
Outra questão é com relação à segurança, é importante realizar a manutenção preventiva do veículo. Antes de iniciar sua viagem, fazer uma completa revisão no veículo, com atenção especial aos equipamentos obrigatórios, sistema de iluminação e sinalização do veículo, condições dos pneus, além da documentação de porte obrigatório.
Dirigir com prudência e segurança são atitudes essenciais para que o cidadão não faça parte das estatísticas de acidentes de trânsito.

Por – Suelen PETEK

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS