Prefeitura e Dnit liberam parte do viaduto da José Munia

Viaduto da José Munia, que passa por cima da BR-153, em Rio Preto, foi liberado para o trânsito na manhã desta terça-feira (Foto: Cláudio Lahos)

Depois de assinar a ordem de serviço para a instalação de galerias de águas pluviais no Córrego do Limão, entre os bairros Residencial Gabriela e Angélica, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), também sinalizou, por meio da Secretaria de Trânsito em parceria com o Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a abertura do viaduto da BR-153 próximo a avenida José Munia na manhã desta terça-feira (11).

No entanto, apenas uma parte do trecho foi liberada. Os motoristas que seguirem sentido a cidade de Bady Bassit/Onda Verde conseguirão utilizar o local no quilometro 68, no bairro Vivendas. O mesmo vale para os condutores que estiverem na avenida e precisem acessar a BR no sentido Norte.

“Esse novo sistema viário vai melhorar e muito o fluxo da cidade. Rio Preto vai viver um novo tempo em relação ao trânsito. Um momento de extrema importância para nossa história”, disse Edinho durante coletiva de imprensa na tarde de segunda-feira (10).

Essa liberação parcial faz parte de uma duplicação de quase 18 quilômetros de trechos urbanos da rodovia. A liberação da segunda parte deve demorar um pouco mais e os motoristas que seguem no sentido oposto ainda verão o bloqueio.

MAIS OBRAS

No último dia 5 de junho, a Secretaria de Trânsito, Transportes e Segurança de Rio Preto havia emitido nota informando a respeito de desvio de fluxo na BR-153 no sentido Norte/Sul (Nova Granada/Bady Bassit) e em um trecho de aproximadamente um quilômetro, próximo ao trevo de Talhado/Avenida Danilo Galeazzi até a avenida José Escobar Bergmann.

O fechamento se deve ao fato de que no lugar será construído um acesso entre a Danilo Galeazzi e a vicinal de Talhado, passando por baixo da rodovia. Serão oito meses de obra.

DESVIO – AVENIDA BELVEDERE

Na próxima terça-feira (18), o fluxo será fechado em sentido oposto (Norte – Bady Bassitt/Nova Granada), na altura das avenidas Belvedere e José Escobar Bergmann, em trecho de aproximadamente um quilômetro, até o acesso à vicinal de Talhado.

Nesse trecho será feito um viaduto ligando as duas avenidas, integrando o Anel Viário de Rio Preto que vai interligar todas as regiões da cidade, melhorando o fluxo na região central.

Enquanto houver o desvio, os veículos utilizarão a marginal. A previsão é de que esse desvio também permaneça por até oito meses.

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS