Prefeitura decide que crianças não voltam mais às aulas este ano

Matriculas começam nesta sexta (9) _Sérgio SAMPAIO_DHojeinterior

A Prefeitura de Rio Preto decidiu que alunos do ensino infantil e fundamental 1 não terão mais aulas presenciais este ano. A decisão vale para as escola municipais e privadas. A decisão é extensiva as creches parceiras do município e foi avisada pela Secretaria de Educação no final da tarde desta quarta-feira (24).

A decisão levou em consideração a analise feita pelo Comitê Gestor de Enfrentamento ao Coronavírus e da Câmara de Planejamento para o Retorno as Aulas Presenciais da Secretaria de Educação.

Dhoje Interior

Foram consideradas as particularidades dos alunos da Educação Infantil que engloba crianças de zero a 6 anos e do Ensino Fundamental 1 que abrangeu crianças da 1º ao 5º ano – nesta faixa etárias ficou constatado que haveria maior dificuldade na manutenção das medidas de prevenção contra a contagio da Covid-19.

Pesquisa – um dos pontos que foi levado em consideração na decisão também foi à pesquisa feita pela Educação onde mais de 74,9% dos pais e responsáveis se posicionaram contra a volta das aulas presenciais.

Remotas – as atividades da Educação Infantil e Fundamental 1 deverão manter todas as atividade de forma remota até o final do ano letivo de 2020.

Fundamental 2 –  a Prefeitura não descartou por completo a volta as aulas presenciais em 2020 da rede municipal ou privada para os alunos do Ensino Fundamental 2 (6º a 9º ano) jovens entre 11 e 14 anos em média – a retomada ou não será analisada posteriormente levando em consideração os índices da pandemia no município e observando critérios estabelecidos pelo Plano São Paulo.

Aulas presenciais – por sua vez a Prefeitura autorizou a retomada das atividades presenciais de forma gradativa e opcional a partir do dia 7 de outubro para os alunos do Ensino Médio da rede estadual e privada, além das faculdades, universidades e educação profissionalizante – das quais todas deverão observar e cumprir as diretrizes estabelecidas pelo Plano São Paulo.

Clique o leia o decreto na integra:Decreto nº 18.697

Por Sérgio SAMPAIO – Da Redação Jornal DHoje Interior