Prefeito e secretário anunciam mutirão de exames e novos investimentos na Saúde

Foto SMCS

O prefeito Edinho Araújo e o secretário de Saúde, Aldenis Borim, reuniram a imprensa nesta quarta-feira, 26, para anunciar o novo mutirão de exames de patologia clínica e o início do programa “Orienta SUS”, que funcionará no Poupatempo, no espaço chamado Praça da Prefeitura. O prefeito e o secretário falaram ainda sobre a implementação do Laboratório de Patologia Clínica, do Complexo Pró-Saúde, que está em fase final de licitação. “Tenho certeza de que a Saúde vai melhorar ainda mais. Estamos constantemente buscando soluções para atender às demandas existentes”, disse o prefeito.

Mutirão de exames

O mutirão de exames laboratoriais, que vai contemplar 17 unidades básicas de saúde, com maiores demandas reprimidas, começa nesta quinta-feira, 27. A data para as coletas já está sendo agendada pelas UBS, ao passo que os exames serão realizados no Complexo Pró-Saúde, pela equipe da Santa Casa, que já atua como parceira na realização de exames de patologia clínica.

Para este mutirão, será liberada verba de R$ 300 mil, que permitirá a realização de cerca de 70 mil exames. A previsão é de que o mutirão seja finalizado até 31 de outubro.

Laboratório de Patologia Clínica

A instalação do Laboratório de Patologia Clínica, no Complexo Pró-Saúde, deverá ampliar a oferta de exames, passando dos atuais 118 mil para 140 mil mensais, entre bioquímicos, sorológicos e imunológicos, hormonais, hematológicos, hemostáticos, microbiológicos e de uranálise.

Atualmente, os exames são realizados por prestadores de serviço, o que eleva o custo final. Com a instalação do laboratório e a realização do serviço pela Prefeitura, o custo será reduzido, permitindo a ampliação do serviço, sem aumentar os recursos. Com o laboratório, a atual demanda reprimida dos exames deverá ser zerada.

Outra novidade é que o laboratório terá sistema 100% informatizado, com prontuário eletrônico. Dessa forma, todos os médicos da rede terão acesso aos resultados dos exames, durante a consulta. “Isso representa um ganho enorme para o atendimento, pois, muitas vezes, o paciente perde o resultado do exame e tem de fazer de novo”, afirmou o secretário.

O serviço, em fase final de licitação, conta com infraestrutura de 1.129,12 m², que abrigará recepção com 105 lugares, 11 salas de coletas e 5 leitos e ampla sala para a realização dos exames.

Orienta SUS

A Secretaria Municipal de Saúde inicia, no dia 1º de outubro, o funcionamento do Orienta SUS, o Centro de Informação da Saúde, voltado a pacientes ou representantes, munidos de prescrições ou encaminhamentos médicos, vindos de instituições públicas e privadas, e que tenham dúvidas sobre o acesso aos serviços públicos de saúde. Caberá ao funcionário da unidade, no caso de não conseguir responder às dúvidas do paciente, encaminhá-lo ao Orienta SUS, cujos atendentes estarão aptos a responder às solicitações e buscar solução aos problemas.

“O nosso grande interesse é dar um referencial para o paciente com as suas dúvidas e seus tratamentos. Não é uma ouvidoria, é um lugar de soluções, para se resolver na hora, dando cidadania ao usuário”, explicou o secretário Aldenis Borim.

Assim, o Orienta SUS vai conhecer e entender a necessidade individualizada do paciente, sob a ótica da universalidade, integralidade e equidade. Os munícipes de Rio Preto serão acolhidos e orientados em relação ao acesso a serviços de saúde, medicamentos, dietas e insumos padronizados pelo SUS, bem como em relação às solicitações administrativas referentes a serviços não padronizados.

Também, caberá ao Orienta SUS promover mediação sanitária, em todos os níveis de atenção, entre prestadores de saúde – públicos e privados – e usuários, visando ao atendimento das demandas com agilidade e eficiência, evitando a judicialização.

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS