Potirendaba inicia vacinação contra HPV em meninos

Meninos de 12 e 13 anos já podem procurar o Centro de Saúde de Potirendaba para vacinar contra o HPV. Só na cidade, quase 200 meninos dessa faixa etária deverão ser vacinados nesta primeira etapa.

Segundo a vacinadora do Centro de Saúde, Isleia Greisse Martinez Rigino, a procura no local ainda está baixa devido ao período de férias dos jovens. “Nosso meio de comunicação com eles e os pais é através da escola, onde a gente manda um bilhete na agenda e os pais trazem os meninos para vacinar. Por enquanto está tranquila a procura, mas quanto mais cedo procurarem a vacina, melhor”, diz.

Só na cidade serão vacinados 198 meninos e o município garante que não faltarão doses. Em todo o estado, 700,2 mil meninos na faixa etária de 12 a 13 anos além de 35,5 mil jovens que vivem com HIV/aids estão aptos a receber a vacina. Até o ano passado, esta imunização era feita apenas em meninas.

O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais de imunizações. A faixa-etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos os meninos de 9 até 13 anos.

A expectativa é imunizar em todo país mais de 3,6 milhões de meninos em 2017, além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos vivendo com HIV/aids, que também passarão a receber as doses. Para isso, o Ministério da Saúde adquiriu seis milhões de doses, ao custo de R$ 288,4 milhões.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, falou sobre a importância da vacinação nos meninos. “A inclusão dos adolescentes faz parte de um conjunto de ações integradas que o Ministério da Saúde tem realizado com o objetivo de conseguir mais resultados com os recursos financeiros já disponíveis. É muito importante a inclusão dessa faixa-etária. Precisamos estimular esta faixa a participar das mobilizações para vacinação”, disse.

O esquema vacinal para os meninos contra HPV é de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses).

Confira abaixo como será a oferta de vacinas para meninos por ano:

Ano População-alvo
2017 Meninos de 12 e 13 anos
2018 Meninos de 11 e 12 anos
2019 Meninos de 10 e 11 anos
2020 Meninos de 9 e 10 anos

 
Da REDAÇÃO

 

SEM COMENTÁRIOS