Postos são obrigados a indicarem percentual de preço entre etanol e gasolina

AGORA É LEI - Postos devem se enquadrar em mudança

Começou a valer a partir de ontem em Rio Preto a lei 12.876/17 que obriga os postos de combustíveis a exibirem a porcentagem de diferença entre os valores da gasolina e etanol nas placas indicativas de preços. Mesmo com a nova regulamentação em vigor, a equipe do Jornal DHoje encontrou postos que ainda não cumpriam essas regras.

A proposta foi de autoria do vereador Jean Dornelas e visa orientar os motoristas donos de carros flex na hora de optar pelo combustível com o melhor custo-benefício. Os consumidores devem se atentar de que quando o etanol custar até 70% valor da gasolina, fica mais vantajoso optar por abastecer com etanol.

A conta utilizada para descobrir esse percentual é simples: basta dividir o valor do litro do álcool pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,7, abastecer com álcool é o mais rentável. Se maior, escolha a gasolina.

Para o diretor do Procon de Rio Preto, Arnaldo Vieira, por conta da política de preços da Petrobras, que vem gerando uma grande variação dos preços nas bombas, o consumidor fica sem ter uma base de valores e essa lei será algo de grande ajuda a população. “A Petrobras muda esse preço e a gente está sentindo isso aqui em Rio Preto. Isso vai ser ótimo para o consumidor”, disse.

O estabelecimento que for pego descumprindo a lei pode ser multado em R$ 556,70 e a fiscalização fica a encargo de equipes de fiscais de posturas da Secretaria da Fazenda do município. Segundo Vieira, se a fundação receber denúncias sobre postos sem a indicação recomendada, a reclamação será encaminhada a Secretaria da Fazenda e também a Fundação Procon da capital, que possui equipes de fiscais para avaliar irregularidades. “Essa lei beneficia diretamente o consumidor e se receber essas reclamações, farei o encaminhamento”, concluiu.

 

Por Priscila Carvalho

SEM COMENTÁRIOS