Postos podem ser multados por falta de placa comparativa

Foto: Marina Lacerda

Os postos de combustíveis de São José do Rio Preto são obrigados a indicar em placa o comparativo de preço entre o etanol e a gasolina. A ordem prevista por lei entrou em vigor no dia 22 de janeiro deste ano. E a partir de hoje os estabelecimentos já podem ser multados.

Para saber qual é mais vantajoso, a conta é simples. Basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Se o valor for menor que 0,7 (70%), vale mais a pena o etanol. Caso contrário, a gasolina ganha.

De acordo com a medida é necessário informar a porcentagem entre os líquidos. Além disso, a placa deve ter no mínimo dois metros por 95 centímetros, fundo amarelo e dizeres em vermelho com tamanho de fonte 180.

Com o objetivo de orientar os proprietários, o Procon Rio Preto realiza hoje uma ação em diversos postos da cidade. Segundo o diretor do órgão, Arnaldo Vieira, a visita é para sanar as dúvidas existentes. “Estamos passando nos locais que ainda não possuem a placa para distribuir a lei e alertar sobre a fiscalização e os benefícios da placa”, afirma.

Luciano Martins Costa é proprietário de um posto no centro da cidade. Para ele, a lei auxilia o consumidor e é positiva para o comércio. “Diversifica as vendas e gera economia para o cliente. Uma pessoa que sempre abastece com um determinado combustível pode trocar por conta da informação”, comenta.

Economia é o que o aposentado Moacir Cadamoro, 60, acredita que irá fazer. “Com a informação sabemos com facilidade qual compensa e gastamos menos. Outra coisa é que evita os nossos erros na hora de fazer a conta”, coloca.

 

Por Marina LACERDA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS