Policiais militares prenderam um casal e um adolescente apontados como responsáveis pelo abastecimento de ‘biqueiras’ na Região Norte de Rio Preto. Uma denúncia anônima, feita por um pedestre, teria levado a guarnição até a residência da desempregada V. K.F.R., 31, e de A.F.P.F., 23, auxiliar geral, no Jardim Anielli. No local, os pms encontraram embaixo do colchão, no quarto dos suspeitos, três tijolos de maconha, uma porção maior de cocaína, uma pedra de crack, um simulacro de pistola (réplica de arma de fogo) e R$ 60 em dinheiro. No congelador da geladeira, na cozinha do imóvel, foram apreendidos mais dois pedaços maiores de maconha. O casal admitiu que comercializava entorpecentes no bairro, tendo adquirido quatro quilos de maconha de um homem cuja identidade não foi revelada por R$ 700 cada quilo, e que o estudante V.S.J., 17, residente no Jardim Gabriela, era ‘funcionário’ e vendia para outras bocas de fumo. Na casa do menor foram localizadas mais 240 porções de maconha embaladas para consumo e seis porções maiores da mesma droga, além de R$ 12. O delegado de plantão fez boletim de ocorrência de tráfico de entorpecentes, associação criminosa e ato infracional. A mulher e seu companheiro foram autuados em flagrante e encaminhados à carceragem da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

A Polícia Civil de Rio Preto investiga um caso de estelionato em que a vítima é um idoso falecido há dois meses. A denúncia foi feita pela filha de E.S.S., a dona de casa N.E.O.S., residente no Lealdade.

Segundo ela, o pai estava internado na UTI do Hospital de Ilha Solteira, em 4 de setembro deste ano, quando desconhecidos usaram o cartão de crédito de seu pai para fazerem compras em Araçatuba. Ele veio a falecer dois dias depois.

N.descobriu o golpe ao receber uma ligação telefônica do banco, no último dia 6, cobrando a fatura no valor de R$ 4.737,21. Ela registrou o boletim de ocorrência na noite de ontem e disse ao delegado plantonista Hélio Fernandes dos Reis que não tem conhecidos ou parentes no município de Araçatuba.

Por Daniele Jammal

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS