Polícia investiga possível ato criminoso que deixou 6 cidades na região de Urupês sem internet

Uma empresa de provedor de Internet, que atua há mais de oito anos em Urupês, acionou a polícia militar na noite do último sábado (27), para denunciar um ato suspeito que deixou milhares de clientes de Urupês, Irapuã, Sales, Potirendaba, Palmares Paulista e Sabino (SP) sem acesso à Internet.

A polícia chegou ao local para manter a equipe em segurança enquanto efetuavam os reparos. A equipe verificou que um cabo de fibra óptica teria sido cortado com alguma ferramenta.

Dhoje Interior

De acordo com a empresa, todos os clientes das cidades tiveram o acesso interrompido. “É uma situação extremamente preocupante quando constatamos que estas ações objetivam prejudicar a empresa e o cidadão que precisa dos serviços de Internet. Esperamos que o caso seja solucionado e que os responsáveis sejam punidos pela lei, pois o caso já está nas mãos da justiça”, explica proprietários da Urupêsnet

Ainda segundo a empresa que sofreu os danos, os suspeitos sabiam exatamente que o local que cortaram a fibra acarretaria em uma grande queda, que deixaria a população por muitas horas sem acesso à Internet.

Após a constatação do corte nos cabos de fibra, os técnicos da empresa realizaram os serviços de reparo na rede, que durou cerca três horas até normalizar o acesso para todos os usuários dos seis municípios.

Um boletim de ocorrência foi registrado e a polícia técnica científica esteve no local para uma perícia.

Será instaurado um inquérito para apurar o caso. O prejuízo estimado é entre R$ 3 e R$ 5 mil, pois o cabo teria sido rompido próximo ao Distrito de São João do Itaguaçu (SP).

Da REDAÇÃO